Filhos de Gisele e Tom Brady terão acesso total aos pais após divórcio

***ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, BRASIL, 10/11/2018 - Gisele Bundchen lanca sua biografia
***ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, BRASIL, 10/11/2018 - Gisele Bundchen lanca sua biografia

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os dois filhos da modelo Gisele Bündchen, 42 e do jogador Tom Brady, 45 poderão ver os pais a qualquer momento após o divórcio divulgado pelo ex-casal, em 28 de outubro. A informação foi confirmada pela People com uma fonte próxima ao jogador da NFL.

O casal, que optou pela guarda conjunta compartilhada dos filhos, não vai impedir que as crianças vejam o pai ou a mãe a qualquer momento porque não são vingativos e querem que elas se sintam amadas. Brady ficará morando em Tampa, a cerca de quatro horas de distância da casa onde Gisele viverá com os filhos.

Após divulgarem o divórcio nas redes sociais, o ex-casal informou que decidiu ter como prioridade os filhos. "Vamos continuar criando eles juntos e dando todo amor, cuidado e atenção que eles merecem", afirmou a modelo nos stories do Instagram.

Tom Brady também se pronunciou sobre o fim do casamento de 13 anos. "Chegamos a essa decisão de forma amigável e com gratidão pelo tempo que passamos juntos. Vamos continuar trabalhando juntos como pais para garantir que eles recebam o amor e atenção que merecem", disse o jogador nas redes sociais.

Os dois enfrentavam uma crise conjugal desde o início de setembro e já estariam vivendo separadamente há mais de um mês. Os desentendimentos teriam começado depois que o jogador voltou atrás na decisão de se aposentar do esporte, o que seria o desejo de Gisele.

O divórcio e divisão dos bens após 13 anos de casamento foi rápido porque eles tinham um acordo pré-nupcial estabelecido antes deles se casarem em 2009. O ex-casal, que separadamente são muito ricos, mantiveram seus negócios e riquezas separadas, exceto as propriedades que tiveram que ser divididas.