Filha de Alec Baldwin revela ameaças após pai dar tiro acidental

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Filha de Alec Baldwin, 63, a modelo Ireland Baldwin, 26, revelou sofrer com ameaças pelas redes sociais depois de seu pai ter disparado acidentalmente uma arma e matado a diretora de fotografia Halyna Hutchins no set de filmagens de "Rust".

Pelo Instagram, a modelo compartilhou uma mensagem positiva que recebeu de um colega que já havia trabalhado com Alec em outra produção. Porém, na legenda, deixou claro que vem lidando com inúmeras ofensas.

"Em meio aos comentários, emails, mensagens e áudios abomináveis e ameaçadores que tenho recebido, esse lindo comentário se destaca. Eu conheço o meu pai e vocês não. Eu te amo, papai", postou ela.

A mensagem compartilhada mostra o que diz uma pessoa que trabalhou com Alec nas gravações das dublagens do desenho animado "Thomas e Seus Amigos".

"Há um milhão de anos trabalhei no escritório em Toronto da produtora responsável por 'Thomas e Seus Amigos'. Lidei com algumas celebridades bem idiotas na minha época, mas seu pai [Alec Baldwin] não era assim", diz.

"Ele só queria ter certeza que tinha leite e cereal no quarto de hotel dele enquanto a filha o visitava. Ele era assim. O tempo todo. Sempre vou me lembrar disso", emendou.

Ireland, filha também de Kim Basinger, ficou irritada na segunda-feira (25) com as postagens nas redes sociais feitas pela comentarista conservadora Candace Wens, que politizou o disparo acidental no set de "Rust".

"Alec Baldwin passou quatro anos se dedicando a pintar Donald Trump e seus apoiadores como assassinos do mal. O que aconteceu com Alec seria um exemplo de justiça poética se não fosse pelos próprios inocentes que foram assassinados por ele. Ore por suas famílias. Tão triste", escreveu Candace.

A filha do ator compartilhou as postagens de Candace no Instagram e disse que ela é o "ser humano mais nojento, odioso e canceroso" que já conheceu. "Independentemente de suas opiniões sujas na maioria das vezes, o fato é que você desrespeita a vida de uma mulher que foi morta acidental e tragicamente. Que vergonha. Sim, vou prosseguir e fazer uma pausa no Instagram. Tenho vergonha de [respirar] o mesmo ar que esta mulher", escreveu a modelo.

Ela finalizou dizendo que se a pessoa está tentando difamar seu pai pelo tiro acidental pode deixar de seguir suas redes sociais. "Mas realmente aperte o botão de parar de seguir se você está tentando difamar meu pai e tuitar essas declarações horríveis sobre esta situação trágica. Parte meu coração que as pessoas sejam tão odiosas e ignorantes", desabafou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos