Filha comemora adoção póstuma de Agnaldo Timóteo: “Era o meu sonho”

·1 min de leitura
Agnaldo Timóteo tem piora no quadro de saúde (reprodução / instagram)
Agnaldo Timóteo morreu em abril deste ano (Foto: reprodução / instagram @agnaldotimoteo)

Uma história de pai e filha ganhou um final mais que feliz. Keyty Evelyn, de 14 anos, contou ao programa “Domingo Espetacular” da RecordTV, sobre a adoção póstuma que saiu nesta semana e a tornou oficialmente filha de Agnaldo Timóteo.

O reconhecimento pela justiça da paternidade do cantor selou o último desejo de Agnaldo, segundo seu advogado e inventariante. A jovem de 14 anos era a “paixão” do artista, que já havia dado entrada no processo de adoção formal em vida. Ele cuidava da menina desde os 2 anos de idade.

Leia também

“Uma sensação de alegria? Era o meu sonho e também o do meu pai, que finalmente se realizou. Então eu estou muito feliz e muito agradecida pelas pessoas que me ajudaram a conseguir isso”, disse ao programa em um prévia divulgada pelo canal.

Os familiares de Agnaldo entraram em uma “guerra” pública com Keyty após a morte de Timóteo, em abril deste ano vítima da covid-19. O Cícero (filho do cantor) até falou para mim que o Agnaldo Timóteo não era meu pai, que eles não tinham obrigação nenhuma comigo”, relatou.

O espólio bilionário é disputado também por Rutinete, irmã do artista. Ela chegou a entrar na Justiça contra o direito da menor aos bens tentando protestar seu último testamento. A mulher chegou a alegar que o irmão estava “desorientado” quando fez o documento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos