Festival de San Sebastián premia 'cinema comprometido' de Costa-Gavras

Cineasta Costa-Gavras no Festival de Cannes, em 25 de maio de 2017

O cineasta francês de origem grega Costa-Gavras será homenageado por vida dedicada ao "cine comprometido" com o prêmio honorário Donostia no Festival de San Sebastián, anunciou a organização do evento.

Costa-Gavras "é um dos maiores expoentes do cinema político e de denúncia social do último meio século", afirma o comunicado divulgado pelo festival, que acontecerá entre 20 e 28 de setembro na cidade basca (norte da Espanha).

"Boa parte dos mais de 20 filmes dirigidos por ele serviram para colocar o dedo em diversas feridas, sejam ditaduras, expurgos políticos, o racismo ou os desastres provocados pelo mundo financeiro", destaca o texto.

Vencedor do Oscar de filme em língua estrangeira e de melhor montagem com o drama político "Z" em 1969 e do Oscar de roteiro adaptado e da Palma de Ouro em Cannes por "Missing" (1981), Costa-Gavras receberá o prêmio honorário em 21 de setembro.

O filme mais recente de Costa-Gavras, a adaptação das memórias do ex-ministro grego das Finanças Yanis Varoufakis "Adults in the Room", será exibido após a entrega do prêmio.

Este ano, o Donostia também será entregue à atriz espanhola Penélope Cruz.