Festival do Rio anuncia risco de cancelar edição deste ano em apelo nas redes sociais

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Festival do Rio anunciou na noite desta quinta-feira (12) que, por causa da falta de recursos, pode cancelar sua edição deste ano, prevista para 7 a 17 de novembro.

Em sua página oficial do Facebook, a organização pediu ajuda de empresas e parceiros para tornar sua realização viável. "Decidimos tornar pública e oficial esta realidade, pois dentro de poucos dias, chegará o momento de bater o martelo caso não tenhamos os recursos necessários para a realização, ainda que em formato compacto", afirma. Conclui com "este é um apelo final!".

Nos comentários e compartilhamentos da publicação, centenas de pessoas se compadeciam com a situação do festival e pediam à organização a realização de um crowdfunding.

O evento passa por dificuldades financeiras ao menos desde 2017, quando perdeu o apoio da Prefeitura do Rio de Janeiro. No ano passado, adiou o festival, tradicionalmente realizado em setembro, para novembro.

Suas três últimas edições conseguiram captar cerca de R$ 2,5 milhões via Lei Rouanet. A edição de 2019 captou até agora R$ 500 mil, um quinto deste valor.

O Festival do Rio também é um dos muitos festivais que sofreram com os cortes de patrocínio de projetos culturais anunciados pela Petrobras em abril deste ano. No ano passado, a estatal foi responsável por cerca de um terço, ou R$ 750 mil, do total de aproximadamente R$ 2,38 milhões que o evento captou por meio da Rouanet.

Concorrendo pelo título de maior festival de cinema do Brasil com a Mostra de Cinema de São Paulo, que acontece entre 17 e 30 de outubro, o Festival do Rio não é o único a enfrentar problemas financeiros hoje.

Em maio deste ano, o Animamundi organizou uma vaquinha virtual para pagar os custos da realização de sua 27ª edição. Não se sabia se conseguiria colocá-la de pé até as horas finais do crowdfunding, quando conseguiu superar a meta de R$ 400 mil em cerca de R$ 30 mil.

Já o Indie Festival, que há 12 anos trazia obras de diretores independentes ao Cinesesc, adiou indefinidamente sua edição em São Paulo deste ano, marcada para 18 a 25 de setembro. Segundo o Sesc, o motivo é a necessidade de outros patrocinadores para o evento além deles próprios.