Festival de Inverno de Campos do Jordão vai homenagear Semana de 22

*Arquivo* CAMPOS DO JORDÃO, SP, 27.05.2021 - Turistas no centro de Campos do Jordão (SP). (Foto: Reginaldo Pupo/Folhapress)
*Arquivo* CAMPOS DO JORDÃO, SP, 27.05.2021 - Turistas no centro de Campos do Jordão (SP). (Foto: Reginaldo Pupo/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um dos mais tradicionais eventos de música clássica da América Latina, o Festival de Inverno de Campos do Jordão anunciou a programação de sua 52ª edição, que ocorrerá entre os dias 2 e 31 de julho, com a maior agenda de atividades desde 2019, de acordo com a Secretaria Cultura e Economia Criativa do estado de São Paulo nesta terça (7).

Sob o tema "Modernos Eternos" —título emprestado do poema 'Fazendeiro do Ar', de Carlos Drummond de Andrade—, que homenageia a Semana de Arte Moderna de 1922, o evento vai somar ao todo 84 concertos, sediados em quatro locais de Campos do Jordão e na Sala São Paulo, tradicional espaço de música erudita da capital.

Os Concertos da Osesp, a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, serão feitos no dia de abertura do festival com seu diretor musical e regente titular Thierry Fischer, acompanhada também do pianista canadense Jan Lisiecki.

Também se apresentarão as orquestras Filarmônica de Goiás, sob a batuta de Neil Thomson, a Sinfônica Municipal de São Paulo, com regência de Roberto Minczuk e participação do violonista Yamandu Costa, e a Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba, entre outras atrações.

Os espetáculos farão um panorama do modernismo internacional, em especial das décadas de 1920 e 1930, com obras sinfônicas e camerísticas de compositores que chegaram à maturidade nesse período, como Igor Stravinsky, Béla Bartók, Sergei Prokofiev, Silvestre Revueltas, Paul Hindemith e, é claro, Heitor Villa-Lobos, o grande nome da música brasileira presente na Semana de 1922. Também serão lembrados o bicentenário do romântico belga César Franck e o centenário do músico vanguardista brasileiro Gilberto Mendes.

O festival também vai conter um módulo pedagógico, oferecendo 142 bolsas de estudo e mais de 1.000 horas de aula. Estão programadas seis masterclasses, com professores de destaque no cenário musical internacional, como o violoncelista Leonard Elschenbroich e o pianista Alexei Grynyuk.

A Orquestra do Festival, formada por alunos e professores, se apresentará no dia 31 sob regência do brasileiro Marcelo Lehninger, do turco Çem Mansur e do inglês Neil Thomson, com a participação de Elschenbroich.

Confira a programação completa no site do festival, festivalcamposdojordao.org.br.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos