Festival de Inverno de Campos do Jordão será no verão após adiamento

·1 minuto de leitura
***FOTO DE ARQUIVO*** CAMPOS DO JORDÃO, SP, 22.07.2015 - Movimentação na cidade turística de Campos do Jordão, na Serra da mantiqueira, no interior de São Paulo. A cidade fica à altitude de 1 628 metros, sendo portanto, o mais alto município brasileiro, considerando a altitude da sede. (Foto: Renato Luiz Ferreira/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** CAMPOS DO JORDÃO, SP, 22.07.2015 - Movimentação na cidade turística de Campos do Jordão, na Serra da mantiqueira, no interior de São Paulo. A cidade fica à altitude de 1 628 metros, sendo portanto, o mais alto município brasileiro, considerando a altitude da sede. (Foto: Renato Luiz Ferreira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A 51ª edição do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, evento musical que acontece anualmente no mês de julho, será realizada entre os dias 2 e 31 de janeiro de 2021. Além da temporada de janeiro, a 52ª edição ocorrerá no mesmo ano, entre os dias 26 de junho e 1º de agosto.

Anteriormente prevista para ocorrer em 2020, a 51ª edição foi adiada devido à atual pandemia do novo coronavírus.

"Teremos um festival de verão, mas mantendo as características já reconhecidas pelo público em geral e pelos profissionais da música clássica. A história do festival será mantida", afirmou Sérgio Sá Leitão, secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, nesta quinta-feira (16).

A primeira temporada de 2021 terá tanto apresentações online, que serão transmitidas ao vivo pela TV Cultura, quanto presenciais. Ao todo, serão 110 concertos realizados em sete palcos. Nomes como João Donato, Marcos Vale, Diogo Nogueira, Erasmo Carlos e Roberta Sá estão entre os confirmados da edição de janeiro.

A página oficial do festival e a plataforma de streaming Cultura em Casa, lançada em abril pela secretaria, serão os canais oficiais do evento.

Sá Leitão afirmou também que o Festival de janeiro será o "o primeiro grande evento realizado presencialmente" em São Paulo após o período de isolamento social. Eventos de 2020 como a São Paulo Gastronomia, a Festa do Imigrante, e as viradas culturais estaduais serão, diz ele, completamente digitais.

Para não deixar o público sem nenhuma celebração do festival, que é o maior evento de música clássica da América Latina, algumas das apresentações passadas serão transmitidas a partir do próximo dia 18 de julho na TV Cultura.