Festival de Coachella é cancelado pelo segundo ano consecutivo pela covid-19

·1 minuto de leitura
O festival de Coachella em Indio, Califórnia, em abril de 2019 - sua última edição

Organizadores do mundialmente famoso festival de música de Coachella, que devia ser celebrado em abril, anunciaram nesta sexta-feira (29) seu cancelamento pelo segundo ano consecutivo, devido à pandemia de covid-19.

Cameron Kaiser, funcionário de saúde pública do condado de Riverside, na Califórnia, onde o evento é celebrado, disse nesta sexta que a ordem de cancelamento se baseou em preocupações com um "ressurgimento da covid-19 tanto no condado de Riverside como em todo o mundo".

Os festivais de música e arte de Coachella e Stagecoach, ambos programados para abril, atraem "centenas de milhares de assistentes de muitos países, inclusive vários afetados desproporcionalmente pela pandemia mundial de covid-19", reforçou.

"Se casos de covid-19 forem detectados nestes festivais, o alcance e a quantidade de presentes e a natureza do local tornariam inviável, se não impossível, rastrear quem poderia estar em risco", afirmou.

Os organizadores do festival não informaram se vão tentar procurar uma data posterior para a edição de 2021 do evento.

O Coachella e o Stagecoach são celebrados todos os anos durante dois fins de semana em abril no deserto da Califórnia.

Em 2020, o festival foi adiado para outubro por causa da pandemia, mas as autoridades decidiram depois cancelá-lo.

Estavam previstos shows de Rage Against the Machine, Travis Scott e Frank Ocean.

Segundo informações publicadas na imprensa, a economia do Vale de Coachella sofreu uma queda em sua receita de até 700 milhões de dólares por causa do cancelamento da edição do ano passado do festival.

ban/jh/acb/dg/yow/mvv