Festa LGBTQIA+ com personagens de 'Chaves' faz sucesso na internet

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Sem querer querendo, uma festa bem inusitada vem ganhando a atenção da internet. Afinal, não é todo dia que você vai para a balada para ver Chaves atacando de DJ, Quico mostrando o tanquinho com uma cropped, seu Madruga e dona Florinda descendo até o chão e até a Bruxa do 71 sensualizando no palco.

Trata-se da edição El Chavo, da festa Guapo, voltada para o público LGBTQIA+. Sempre que um dos eventos ocorre, acaba viralizando na internet, com vídeos de homens musculosos trajando os trajes característicos dos personagens, porém com algumas adaptações (os shorts são bem mais curtos, assim como os vestidos das personagens femininas, que deixam as calçolas à mostra).

A festa conta com um "elenco". O DJ residente é Mario Beckman, que toca fantasiado como o personagem-título da festa. Modelos, atores e bailarinos dão vida aos demais personagens: Klinger Batista (Quico), Flavio Rocha (seu Madruga) e Drag Baiana (Bruxa do 71) são alguns deles.

O evento foi criado pelos promoters Eudes Freire, Leandro Paes e Maurício Lagrecca, segundo o site da Guapo. Eles dizem que se trata da "primeira festa LGBTQIAP+ do Brasil a trazer os DJs como performers", o que consideram uma proposta "diferenciada de apresentação e conteúdo".

Além da El Chavo, eles promovem festas com outras temáticas. "Cada edição tem um tema diferente e todas trazem uma mensagem especial", diz o site da empresa. "E é justamente por isso que a Guapo é muito mais que uma festa, é a chance de viver uma experiência única."

A festa com temática de Chaves já foram realizadas no Rio, em Brasília e em São Paulo -até o Chile já recebeu uma edição. A próxima cidade a receber a atração é Belo Horizonte, no próximo dia 9 de julho. Os ingressos estão à venda e custam entre R$ 90 e R$ 260, mais taxa de serviço.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos