Festa espanhola de Las Fallas retorna após interrupção pela Covid

·1 minuto de leitura
Monumento Falla El Charco danificado após chuvas fortes em Valência, Espanha

Por Eva Manez

VALÊNCIA, Espanha (Reuters) - Chuvas fortes molharam as figuras gigantescas de papel machê alinhadas para o festival de Las Fallas da cidade espanhola de Valência, mas não dimunuiu a disposição dos participantes ansiosos para comemorar a festa após uma interrupção provocada pela pandemia.

O festival de cinco dias, realizado tradicionalmente em março, foi cancelado no ano passado quando a pandemia de Covid-19 atingiu a Espanha. O início do evento deste ano teve que ser adiado até 1º de setembro devido às muitas restrições em vigor no começo deste ano.

"Estar na rua novamente é vencer o jogo contra a Covid, com todas as medidas de segurança e trabalhando duro para que não haja infecções. Esperamos que o festival nos faça recuperar um pouco de alegria", disse Jaime Bronchud, um dos organizadores.

As máscaras são obrigatórias, e a festa precisa terminar à 1h da madrugada. Com poucos turistas por perto, os organizadores esperam pouco da farra costumeira nas ruas, mas disseram que voltar a reunir os grupos de Las Fallas é motivo de comemoração mesmo assim.

Meses de trabalho minucioso são exigidos para a construção dos "ninots" (bonecos em valenciano), alguns dos quais atingem grandes alturas para depois queimarem totalmente em um final explosivo. Eles são feitos de materiais como madeira, gesso e papel machê.

Ao menos um "ninot" desmoronou na noite de terça-feira por causa de uma tempestade que se abateu sobre o leste da Espanha, deixando pássaros e anjos de gesso espalhados pelo chão e expondo a estrutura de madeira danificada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos