Festa com DJ Alok teve selinhos e participantes levando foras

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os confinados do BBB 20 se divertiram na madrugada deste domingo (9) em uma festa comandada por ninguém menos que DJ Alok.

Com o tema Guerra e Paz, a noite garantiu descontração para os brother e sisters --mas também gerou algumas frustrações.

Isso porque, apesar de vários selinhos trocados durante a festa, foram vários os confinados que levaram foras de seus companheiros de reality show.

Daniel, por exemplo, se declarou para Marcela, que pediu para que fossem "devagar". "Você sabe que sou um menino do mundo, mas quando a gente fica perto eu sinto uma coisa", disse ele.

"Você é um baby, tudo o que você sonha em fazer eu já gabaritei. Aqui as coisas são muito intensas e qualquer coisa que acontece a gente não tem como fingir que não aconteceu. Você é um fofo, muito parecido comigo de espírito, de ideias, de tudo. Eu tenho medo porque aqui dentro as coisas são muito intensas", respondeu a ginecologista.

Mas Marcela ainda estava longe de poder curtir a festa sozinha. Após beber demais, Pyong tentou beijá-la. "Para! Tá doido? O que é isso?", disse ela incomodada. Em seguida, o hipnólogo foi dançar com Flay e agora está sendo acusado de assédio por internautas por ter passado a mão no bumbum da sister.

Já no fim da festa, Pyong apagou no jardim e recebeu um selinho de Felipe. "Eu dei um selinho no Pyong, dá selinho no Pyong", disse ele a outros confinados. "Dou [selinho] nos meus amigos", explicou o brother mais tarde.

Ele também chamou atenção ao se divertir com um telefone falso que era parte da decoração. "Alô, DJ, segura [a festa] até as oito da manhã", disse. "Alô, mãe, se tô bêbado? Eu não tô bêbado", emendou.

Bianca e Mari também trocaram um selinho, antes de a primeira tentar ficar com Guilherme. Ele, no entanto, rejeitou a modelo e foi procurar Gabi, com quem já havia ficado.