Fernanda Montenegro fala sobre desafio de viver personagem diferente: 'Sempre fazia as ricas'

Redação Vida e Estilo
A atriz revelou que nunca viveu uma personagem parecida com a Mercedes de “O Outro Lado do Paraíso” (Globo/Raquel Cunha)
A atriz revelou que nunca viveu uma personagem parecida com a Mercedes de “O Outro Lado do Paraíso” (Globo/Raquel Cunha)

No ar como a Dona Mercedes de “O Outro Lado do Paraíso”, Fernanda Montenegro contou, em entrevista ao “UOL”, que apesar de seus 70 anos de carreira, a personagem é diferente de todas que já viveu na TV. A atriz, de 89 anos, agradeceu pela oportunidade de viver a ‘rezadeira’ na trama de Walcyr Carrasco.

“A Mercedes é um personagem totalmente novo na minha vida dentro das novelas. Achei mais do que interessante, achei um desafio e adorei ter que fazer uma velhinha rezadeira porque sempre fazia as ricas das novelas das nove ou as bandidas ou as senhorinhas honestas e aí me veio essa personagem que, na verdade, não tem idade. Tem também essa mística tão brasileira. Nela tem tantas religiões juntas. Adorei fazer. Agradeço terem me chamado para fazer”, disse Fernanda Montenegro.

Leia mais:
Fã de Ivete Sangalo gasta 3 meses de salário para fazer tatuagem da cantora
Cleo Pires se produz para enviar nudes: ‘Se vazar, eu estou gata’

A atriz também falou sobre a oportunidade de contracenar com veteranos como Laura Cardoso e Lima Duarte. “Essa novela trouxe quatro atores que estão indo de 90 para 100 anos, tem Nathalia (Timberg), tem a Laura, que já está nos 90, tem o Lima, tenho eu, que faço já 90. É uma novela corajosa porque pôs nas mãos de atores, teve espaço dentro da dramaturgia mesmo da novela, é muito interessante. Não é só ‘vamos botar uma senhorinha para fazer uma cena de transição’. Não. O Walcyr, junto com o Mauro [Mendonça Filho], deram essa espaço para nós que estamos saindo dos 90 e nos entrosamos muito bem. É tão interessante isso. É absolutamente novo na dramaturgia. Não tenho notícias de uma história em que cinco velhos juntos. É uma frente de quase 500 anos. Pelo que posso perceber, a gente ainda anda, ainda fala e ainda convence as pessoas que veem”, afirmou Fernanda Montenegro.