Felipe Prior tem habeas corpus preventivo negado pela justiça de São Paulo

Felipe Prior teve o habeas corpus negado (reprodução/instagram @felipeprior)
Felipe Prior teve o habeas corpus negado (reprodução/instagram @felipeprior)

Felipe Prior solicitou à justiça de São Paulo um habeas corpus preventivo para o encerramento de investigação, mas o pedido foi negado. O arquiteto e ex-‘BBB’ e empresário é acusado por três mulheres de estupro e tentativa de estupro.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

“Felipe Prior, por meio de sua assessoria jurídica, informa que na data de ontem, 14.04.2020, foi proferida decisão de lavra da Excelentíssima Magistrada Carla Santos Balestreri que indeferiu a liminar requerida. A magistrada solicitou informações à autoridade policial (delegada de polícia titular da 1ª Delegacia de Defesa da Mulher de São Paulo, Capital) sobre o inquérito policial instaurado, que Felipe Prior, ainda, não tomou conhecimento formal, para posteriormente conceder vistas ao Ministério Público e ao término desses atos, julgar o mérito do Habeas Corpus impetrado no dia 08.04.2020. A defesa de Felipe Prior aguardará a prestação das informações a ser realizada pela autoridade policial”, diz um comunicado emitido pelos advogados do Prior.

Leia também

O Ministério Público de São Paulo havia solicitado à Polícia Civil a instauração de inquérito para apurar a notícia crime apresentada pelas advogadas das vítimas. “Já foram ouvidas testemunhas e a vítimas, mas ainda faltam testemunhas”, conta Maira Pinheiro, uma das advogadas das vítimas.

Os próximos passos da investigação é a conclusão do inquérito e uma apresentação de denúncia ou não do Ministério Público. A partir dessa conclusão pode ser aberto um processo criminal.

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.