Felipe Neto não doará fortuna de R$ 30 milhões para pobres: “Fiquei rico, não burro”

·1 minuto de leitura
Felipe Neto em sua mansão no Rio de Janeiro (reprodução / instagram @felipeneto)
Felipe Neto em sua mansão no Rio de Janeiro (reprodução / instagram @felipeneto)

Felipe Neto é constantemente provocado por haters a doar sua fortuna, avaliada em mais de R$ 30 milhões, para pessoas pobres. O argumento é usado para tenta associar o empresário e youtuber ao regime de governo socialista, já que afirma publicamente ser contra o capitalismo.

“Gente, eu fiquei rico, eu não fiquei burro. Vira e mexe aparece um liberal assim, falando essas coisas pra mim: ‘Ué, tu não critica o excessivo acúmulo de capital? Então por que você não doa tudo o que você tem?’. Porque eu fiquei rico, eu não fiquei estúpido”, contou em vídeo nas redes sociais.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Leia também:

Um dos maiores opositores do Governo de Jair Bolsonaro, Neto completou: “Doar tudo o que tenho não vai melhorar em nada! Nada! A minha crítica é ao sistema inteiro. Pior que isso é o pobre que defende o rico. É o pobre que fala assim: ‘O certo é isso mesmo! Eu gosto de ser explorado para alguém ser muito rico. Eu me amarro, fico felizão.”

Após ser alvo de inquéritos que depois foram desclassificados pelo Supremo Tribunal Federal, o youtuber lançou o programa ‘Cala Boca Já Morreu’ para defender pessoas que tenham menos recursos e sofram por serem silenciadas. “Ninguém ficará sem defesa caso seja vítima de abuso de autoridade contra a liberdade de expressão. Um povo jamais deve temer seu governo. O governo é que deve temer seu povo”, ressalta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos