Felipe Neto fala de depressão e lamenta compras por impulso: "R$60 mil só em roupa de cama"

·2 min de leitura

Após um desabafo sério sobre sua luta contra a depressão, Felipe Neto contou aos fãs que se arrependeu de algumas compras por impulso que fez para tentar se distrair do que estava sentindo. O youtuber tem falado abertamente sobre sua luta contra a doença, ressaltando a importância do diagnóstico, de uma rede de apoio de família e amigos e de saber conhecer os sinais do corpo.

"Eu fui no shopping hoje afogar as mágoas e comprar coisas para tentar me sentir melhor. Descobri por que cartões de crédito precisam de limite. Spoiler: não me senti melhor", lamentou ele, que logo em seguida explicou a um internauta quais compras foram feitas.

"Gastei 60 mil em edredons, fronhas e toalhas. Isso só na Trousseau. Eu tô falando, mano, ninguém deve ir ao shopping triste", completou.

Luta contra a depressão

O empresário e youtuber Felipe Neto, 33 desabafou nas redes sociais sobre a luta contra a depressão e falou que sente que está "no fundo do poço", na tarde deste sábado (1º). Ele publicou um texto dizendo que amigos estão se revezando 24 horas por dia na casa dele para não ficar sozinho.

"Lembra que eu sempre falei que minhas amizades nunca foram pautadas por influência, poder e dinheiro? Pois é... Esse é o valor de um real amigo. Ele larga tudo, ele abdica o revéillon com a família, para poder te manter em pé", disse o youtuber.

No texto, Neto falou que a família o tem fortalecido na luta contra a depressão e que as mensagens de apoio que tem recebido dos seguidores que são "surreais" e" indescritíveis". "Minha mãe está sofrendo para cacete, mas é minha rocha. Ontem veio me trazer pavê e mousse. São as pequenas coisas, são os detalhes."

"Esse texto faz parte de uma série de reportagens e artigos que tratam sobre o tema depressão. Não comente, não compartilhe e não escreva posts ou comentários motivados pelo ódio ou que tratem do tema de forma desrespeitosa.

Caso você seja vítima de bullying, ataque de ódio ou tenha pensamentos suicidas, o Centro de Valorização da Vida (CVV) pode ajudar: ligue 188 ou dirija-se ao posto de atendimento mais próximo. Existem voluntários disponíveis 24 horas por dia e treinados para lhe atender com respeito, anonimato e sigilo.

Mesmo que você não tenha certeza se precisa de ajuda e precise simplesmente conversar ou ser ouvido, não hesite em entrar em contato com o CVV também por chat ou e-mail."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos