Críticas a Bolsonaro, doações e mais: Felipe Neto pode salvar o Brasil

Amanda Caroline
·5 minuto de leitura
Felipe Neto está mais politizado e engajado do que nunca (Foto: Reprodução/Instagram @felipeneto)
Felipe Neto está mais politizado e engajado do que nunca (Foto: Reprodução/Instagram @felipeneto)

Felipe Neto era hater de tudo em 2010 — ele criticava desde a saga ‘Crepúsculo’ até a tribo dos “coloridos” — e bombou na internet na época justamente por debochar do que era “modinha”. Seu nome foi sinônimo de polêmica por alguns anos (não que ainda não seja), mas muita coisa aconteceu nos últimos tempos e hoje, uma década depois de estourar na internet com o quadro ‘Não Faz Sentido’, o youtuber é uma das esperanças dos brasileiros.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentários

O carioca amadureceu, conquistou milhões de seguidores nas redes sociais, tornou-se um empresário bem-sucedido e, principalmente, entendeu que precisava usar suas plataformas para influenciar os jovens além do mundo digital. Em pleno 2020, Neto está mais politizado do que nunca (ainda bem!), tanto que é “orgulhosamente odiado pelos amantes de Biroliro”, como ele mesmo diz no Twitter. Há quem diga que todo esse engajamento em causas sociais não passa de uma grande estratégia de marketing, mas é fato que o youtuber faz a diferença.

Leia também

Ele confronta políticos, usa seu dinheiro para colaborar com a comunidade LGBT, faz doações para seguidores com dificuldades financeiras e muito mais. E, como diz o meme, cabe ao Felipe Neto continuar nos ajudando a sair da lama!

Abaixo, relembramos os feitos do youtuber que provam que ele pode salvar o Brasil. Confira:

Deu ultimato para influenciadores se posicionarem contra Bolsonaro

“Quem se cala perante o fascismo, é fascista”, dispara Felipe Neto em vídeo destinado aos artistas e influenciadores digitais que não se posicionam contra o presidente Jair Bolsonaro. O youtuber listou uma série de escândalos envolvendo o presidente e também chamou as celebridades que ficam “em cima do muro” de covardes. “Estão mais preocupados com seguidores do que com o futuro da nação”, alfineta.

“Todas as questões envolvendo o Queiroz, ‘caixa dois’, investigações da Polícia Federal, fake news... E o pessoal foi ficando calado. (...) Acabou a tolerância no momento em que ele vai a uma manifestação que pede o fechamento do STF, a implementação do AI-5 (Ato Institucional nº 5), de uma ditadura militar. (...) Estamos oficialmente em um regime fascista”, completa. Neto foi apoiado por artistas como Bruno Gagliasso, Marcelo Adnet, Gaby Amarantos e vários artistas.

Confira:

Defendeu o sistema de cotas

Em janeiro deste ano, quando as notas do ENEM 2019 foram divulgadas, Neto usou o Twitter para defender as cotas para universidades e concursos públicos. O tema ainda divide a opinião dos brasileiros, mas o youtuber fez questão de compartilhar o que pensa sobre a educação do país.

“Um projeto que deu tão certo que nem o governo Bolsonaro ousa mexer. E olha que ele, no comum de sua burrice, já criticou cotas inúmeras vezes. Pode melhorar? Sim. Mas foi um imenso passo na inclusão”, diz em publicação.

Doou R$ 500 para vários seguidores

O influenciador digital comemorou a marca de 35 milhões de inscritos no You Tube em novembro do ano passado doando dinheiro para seguidores com dificuldades financeiras e empreendedores. “Sei o quanto isso pode fazer diferença”, explica Felipe em post. Os selecionados receberam a quantia de R$ 500. Ele contribuiu para pequenos empreendimentos, projetos sociais, cirurgias, compra de remédios, reformas, cerimônias de casamento etc. e foi aplaudido pela iniciativa.

Comprou 14 mil livros com temática LGBT para distribuir em bienal

Depois da prefeitura do Rio de Janeiro tentar censurar publicações com temática LGBT na Bienal do Livro, em setembro do ano passado, o youtuber comprou e distribuiu gratuitamente no evento 14 mil livros com temas ou personagens do universo LGBT. Felipe Neto tomou a iniciativa após o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) anunciar que recolheria a HQ ‘Vingadores - A Cruzada das Crianças’, que estava à venda no evento, pois traz a ilustração de dois homens se beijando.

A atitude de Neto foi comemorada nas redes sociais. “Vocês nunca irão calar o amor! O bem sempre vence e sempre vencerá”, escreve o influenciador sobre a iniciativa. É isso aí!