Felipe Dylon defende Bolsonaro: "Vem fazendo um bom governo"

Felipe dylon defende governo de Jair Bolsonaro. Foto: Reprodução/Instagram (@felipedylon)

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, algumas celebridades decidiram se posicionar politicamente, como é o caso de Anitta e Felipe Neto. Mais recentemente, quem também opinou sobre o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi o cantor Felipe Dylon, em entrevista ao colunista do Uol Chico Barney.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

Mas, diferente de Anitta e Neto que se posicionaram contra o governo, pedindo ações mais vigorosas no combate à Covid-19 que matou até quarta-feira (27) mais de 25 mil pessoas no Brasil, Dylon se mostrou mais satisfeito com o presidente. “Eu acho que Bolsonaro tem uma pegada boa. Acho que está conduzindo o país de uma forma interessante. Minha opinião é essa. Mas eu acho que provavelmente ele deve sair, né”, opinou o cantor.

Leia também

Para ele, a pandemia é “uma coisa muito chata”, que aconteceu em um momento que comprometeu o desenvolvimento do país e impactou a política nacional. “A gente vê que muitas coisas que o país estava vindo, lutando, e outras coisas em si que... No caso, a economia do país voltando a crescer, a política voltando a se organizar. E, ‘pô’, logo na hora que o Bolsonaro entrou no poder”.

Ainda sobre o governo do presidente Jair Bolsonaro, o cantor opinou que a pandemia o prejudicou, assim como sua personalidade dura. “Essa questão do corona ter pegado um pouco por conta dele, por outros problemas também dessa parte política, dele ter uma forma um pouco durona de ser, acho que essa forma também prejudicou um pouco... Essa questão de talvez ele precisar ter um pouco mais de malemolência de lidar, né. O povo brasileiro quer novidade, quer coisa boa”, afirmou.

Sobre o coronavírus, Dylon declarou: “Eu fico triste, cara, porque eu acho que isso é uma coisa que muita gente já se foi. A gente tenta evitar ao máximo que esse tipo de situação continue. Pelo menos a gente tenta fazer o possível para que logo mais esse problema dissipe”.

E mesmo opinando que os governadores estaduais estão certos de não reabrir o comércio neste momento, algo que Bolsonaro discorda, Dylon diz que não acha que é o momento para um impeachment do presidente.

“Neste momento, essa coisa de querer tirar o Bolsonaro do poder e tudo mais, eu acho que é uma coisa chata. Ele vinha fazendo, de certa forma, uma política boa, uma política governamental bem interessante. E como teve esse problema do corona, que agravou o quadro dele, acho que foi uma coisa um pouco chata, né. (...) Mas acho que o Bolsonaro, no momento, ele vem fazendo um bom governo”, declarou o cantor.