Fed deve intensificar combate à inflação com um grande aumento dos juros

Fachada da sede do Federal Reserve Board em Washington, EUA

Por Ann Saphir

WASHINGTON (Reuters) - O Federal Reserve deverá aumentar nesta quarta-feira a taxa de juros em 0,5 ponto percentual e anunciar o início da redução de seu balanço de 9 trilhões dólares, conforme intensifica os esforços para reduzir a inflação elevada nos Estados Unidos.

As autoridades do Fed têm telegrafado uma decisão que elevará os juros de curto prazo para uma faixa de 0,75% a 1%, além de dar início a um plano para reduzir sua carteira de Treasuries e títulos lastreados em hipotecas (MBS) em até 95 bilhões de dólares por mês.

O comunicado será divulgado às 15h00 (horário de Brasília).

Os mercados têm precificado novos aumentos dos juros durante este ano e no próximo, incluindo pelo menos mais dois aumentos de 0,5 percentual, com os operadores apostando que o banco central vai agir muito mais rapidamente do que havia previsto em março para elevar custos de empréstimo até o ponto em que eles começarão a reduzir a inflação.

Sem novas projeções econômicas ou para os juros até a reunião de junho do Fed, a maioria das pistas sobre até onde e com que rapidez o banco central irá agir virá da entrevista à imprensa do chair do Fed, Jerome Powell, meia hora após a divulgação do comunicado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos