Fátima Bernardes e William Bonner no pagode? Filha quer cantar com Ludmilla e Munuzinho

Fátima Bernardes e a filha, Beatriz Bonemer  (Foto: Beatriz Damy / AgNews)
Fátima Bernardes e a filha, Beatriz Bonemer (Foto: Beatriz Damy / AgNews)

Resumo da Notícia:

  • Beatriz Bonemer é filha de Fátima Bernardes e William Bonner

  • A jovem é irmã gêmea de Laura e Vinícius e quer ser cantora

  • Ela já cantou com Ferrugem no último dia da mãe no "Encontro"

Fátima Bernardes e William Bonner podem começar a frequentar mais shows em um futuro breve. Isso porque Beatriz Bonemer, filha do ex-casal, quer começar uma carreira no pagode e se espelha em Ludmilla e Mumuzinho para os primeiros passos.

Em uma conversa com Foquinha, em um podcast do GShow, a jovem contou que vem se preparando há algum tempo. “Não fechei portas para nada, tive algumas reuniões e estou pensando na possibilidade de ser cantora”, declarou sobre o futuro profissional.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A jovem, que tem 24 anos e é irmã gêmea de Laura e Vinícius, considera que está na hora de experimentar oportunidades e carreiras. “Por mim seria no pagode, tem mais a ver comigo e falta mulher, ainda é um lugar muito de homem. Queria cantar com Ludmilla e amo o Mumuzinho, faria parcerias com várias pessoas", ressaltou.

Beatriz já cantou ao vivo, durante a despedida da mãe do “Encontro”, com Ferrugem. “Acabou o programa, veio a Tati [Machado] e falou: 'Beatriz, olha só, não tem câmera. Se você não cantar com o Ferrugem, vai se arrepender depois'. Tem um vídeo do Ferrugem vindo na minha direção e fazendo sinal que não ia cantar. Minhas pernas tremiam", lembrou.

O pagode apareceu na vida da jovem como uma opção de gosto musical e mercado. “Não me imagino no pop. Eu gosto de ouvir, mas não me imagino uma Anitta, por exemplo. Obviamente, né? Não tem nem como, ela é deusa”, concluiu.