Fãs de Johnny Depp apoiam advogada Camille Vasquez para presidência dos EUA

Johnny Depp com a advogada Camille Vasquez no tribunal em processo movido por Amber Heard
Johnny Depp com a advogada Camille Vasquez no tribunal em processo movido por Amber Heard. Foto: KEVIN LAMARQUE/POOL/AFP via Getty Images

Resumo da notícia:

  • Advogada de Johnny Depp estampa peças de roupa feitas por fãs do ator

  • Admiradores lançaram campanha para Camille Vasquez ser presidente dos EUA

  • Jurista não chegou a manifestar interesse em qualquer cargo político

A vitória de Johnny Depp no tribunal em processo movido pela ex-esposa Amber Heard por difamação rendeu fama à advogada do astro das telonas. De acordo com o TMZ, fãs do ator chegaram a pensar em produtos licenciados para exaltar Camille Vasquez e até apoiar uma campanha para presidência dos Estados Unidos.

Os itens incluem camisetas por US$ 8,50, com os dizeres "Camille Vasquez for President" ("Camille Vasquez para Presidente" em tradução livre), e bonés pelo valor de US$ 30 a unidade a favor da advogada como possível sucessora do presidente Joe Biden.

Além das peças de roupa, fãs criaram uma vela de oração apolítica com o nome de Camille Vasquez e a imagem dela como se fosse uma santa.

Vale ressaltar que a advogada nunca manifestou publicamente interesse em concorrer a um cargo político embora esteja em evidência atualmente. Confira o anúncio da vela:

Sobre o veredito final

Em julgamento no Tribunal do Condado de Fairfax, no Estado norte-americano da Virgínia, o júri considerou que Amber Heard difamou o ex-marido Johnny Depp em texto opinativo, publicado por ela em dezembro de 2018, no qual a atriz fez uma declaração sobre abusos domésticos.

Depois de vencer a batalha judicial, Johnny Depp deve receber da ex-companheira mais de 10 milhões de dólares - R$ 48 milhões na cotação atual. Por sua vez, o astro também indenizará a famosa em 2 milhões de dólares - quase R$ 10 milhões.

Entenda o polêmico caso de Johnny Depp e Amber Heard

Johnny Depp processou Amber Heard por difamação em um processo de US$ 50 milhões. A ação foi motivada por um artigo que ela escreveu para o "The Washington Post" em 2018, no qual se descreveu como uma "figura pública que representa abuso doméstico".

Embora Depp não tenha sido citado no artigo, o astro afirmou que isso lhe custou papéis lucrativos no cinema. Heard, então, contra-processou o ex-marido, com um pedido de US$ 100 milhões por causa das declarações que o advogado dele fez sobre suas alegações de abuso.

O casal se conheceu em 2011 enquanto filmava "Diário de um Jornalista Bêbado", e se casou em 2015. O divórcio foi finalizado cerca de dois anos depois.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos