Famosos pedem impeachment de Bolsonaro após denúncia de propina

·1 minuto de leitura
Adnet, Patrícia Pillar e Porchat cobraram o impeachment (Foto: Reprodução/Globo)
Adnet, Patrícia Pillar e Porchat cobraram o impeachment (Foto: Reprodução/Globo)

Para muitos famosos a situação chegou no limite. As redes sociais ficaram repletas de pedidos de impeachment ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nesta terça-feira (29), após o representante de uma empresa que ofereceu vacinas ao Ministério da Saúde dizer que recebeu um pedido de propina para fechar contrato. Para casa dose fornecida, 1 dólar seria pago como propina.

Marcelo Adnet marcou Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados, para acelerar o processo de impeachment. Assim como ele, a atriz Patrícia Pillar fez pressão: "Vamos trocar uma ideia?", perguntou ao responsável pela definição do que será votado no plenário.

Leia também:

William Bonner expôs a denúncia no 'Jornal Nacional', mas também usou o Instagram para explicar o que significa propina e registrar que o dia 29 de junho de 2021 entrou para a história com um dos maiores escândalos de corrupção no Brasil. 

O ator Erique Dias compartilhou a reportagem da Folha de São Paulo sobre o pedido de propina e reforçou o pedido de impeachment na legenda. O humorista Fábio Porchat foi na onda: "Já pode chamar de corrupto?", questionou, referindo-se a um vídeo no qual Bolsonaro debocha de outros governos e desafia a oposição a apontar esquemas de corrupção envolvendo seu nome.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos