12 Famosos LGBTQIA+ pra se inspirar

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·10 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
12 Famosos LGBTQIA+ pra se inspirar (Foto: Reprodução/ Instagram)
12 Famosos LGBTQIA+ pra se inspirar (Foto: Reprodução/ Instagram)

Celebridades nacionais e internacionais estão cada vez mais falando abertamente sobre sua orientação sexual e identidade de gênero. Discutir sobre isso em grandes plataformas é essencial para chamar a atenção para problemas como preconceito e violência que a comunidade LGBTQIA+ ainda sofre diariamente.

O efeito pode ser visto globalmente, com mais pessoas aceitando quem elas são e apoiando as outras. Iniciativas deste aspecto também estão sendo criadas e discutidas em ambientes empresariais e até mesmo nos esportes - que ainda carregam muita estigma.

O mundo pôde observar isso nas Olimpíadas de Tóquio 2020, que teve o maior número de atletas abertamente LGBTQIA+ de toda a história dos jogos.

As pessoas que estão nos holofotes falando sobre isso precisam ser reconhecidas pelo o que são: inspiradoras. Por isso, vamos relembrar algumas das celebridades que abriram o caminho nas últimas décadas para essas grandes discussões.

Ludmilla

A funkeira Ludmilla é lésbica e casada desde 2019 com a dançarina Brunna Gonçalves (Foto: Reprodução/Instagram @ludmilla)
A funkeira Ludmilla é lésbica e casada desde 2019 com a dançarina Brunna Gonçalves (Foto: Reprodução/Instagram @ludmilla)

A funkeira Ludmilla é lésbica, casada desde 2019, com a dançarina Brunna Gonçalves.

Ludmilla comentou em entrevistas que suas maiores preocupações em se assumir como lésbica eram a reação da mãe e dos fãs e a surpresa sobre a reação positiva de todos.

Ludmilla em entrevista para o programa “Encontro com a Fátima Bernardes” declarou:

"E foi uma surpresa muito boa. Com os meus fãs eu entendo todo dia o poder de ser transparente. Isso me faz crescer e experimentar a liberdade. E liberdade e respeito é algo que toda lésbica quer. Eu me orgulho de ser cada dia mais transparente comigo e com meu público."

Apesar do casal sonhar em ter filhos, Lud disse que ainda não há nada planejado.

Ellen DeGeneres

Ellen DeGeneres é uma das apresentadoras mais conhecidas dos Estados Unidos (Foto: Reprodução/Instagram @theellenshow)
Ellen DeGeneres é uma das apresentadoras mais conhecidas dos Estados Unidos (Foto: Reprodução/Instagram @theellenshow)

Ellen DeGeneres é uma das apresentadoras mais conhecidas dos Estados Unidos e no mundo. Infelizmente, a história e experiência dela ao se assumir para todos como lésbica não foi a mesma que a de Ludmilla.

Em 1997, quando já protagonizava uma série de sucesso chamada “Ellen”, ela revelou ao mundo que é lésbica. Segundo Ellen, ela sofreu preconceito tanto do público e colegas de trabalho quanto da imprensa.

A série foi cancelada um ano após da declaração, levando a apresentadora conhecida por seu bom humor e simpatia em uma depressão.

Atualmente, ela é querida por milhares de fãs pelo seu programa de entrevista de famosos “The Ellen Show” - que terá sua temporada final em 2022, depois de alegações de funcionários de ser um ambiente de trabalho tóxico serem publicados.

Ellen é casada com a atriz Portia de Rossi desde 2008.

Maria Gadú

Maria Gadú namora a artista Ana Paula Popi (Foto: Reprodução/Instagram @mariagadu)
Maria Gadú namora a artista Ana Paula Popi (Foto: Reprodução/Instagram @mariagadu)

Uma das maiores ativistas brasileiras sobre os direitos da comunidade LGBTQIA+ é a cantora Maria Gadú, que atualmente namora a artista Ana Paula Popi.

Em entrevista para o programa “Altas Horas” da TV Globo, Maria Gadú comentou sobre sua experiência se assumindo lésbica:

“Eu sofri um preconceito… Até por ser estigmatizada porque eu padronizo a sapatão de uma forma, o estigma da mulher homossexual. Essas aparições de que o gênero e a sexualidade está em tudo e em todos, é unitário de cada um e tem que ser respeitado, vem de todos os corajosos que se colocam como se é“.

A cantora está há um ano sem fazer shows, online ou presenciais, porque está estudando antropologia e história do Brasil, além de se dedicar a um projeto com comunidades indígenas - que pode ser acompanhado pelas redes sociais de Maria Gadú.

Douglas Souza

Douglas Souza foi o primeiro jogador da seleção masculina brasileira de vôlei a se declarar gay (Foto: Reprodução/Instagram @douglasouza)
Douglas Souza foi o primeiro jogador da seleção masculina brasileira de vôlei a se declarar gay (Foto: Reprodução/Instagram @douglasouza)

Douglas Souza ganhou grande visibilidade com seus posts divertidos nas redes sociais durante as Olimpíadas de Tóquio 2020. Ele é jogador de vôlei profissional, jogando inclusive para o time do Brasil.

O mundo dos esportes sempre foi muito conhecido por seu preconceito, mas isso está mudando. Em 2018, Douglas foi o primeiro jogador da seleção masculina brasileira de vôlei a se declarar gay.

O jogador de 26 anos não é casado, mas namora com Gabriel Augusto Campos.

Gilberto José Nogueira Júnior, ou Gil do Vigor

Gil do Vigor participou do BBB 2021 e deu aula sobre aceitação no programa (Foto: Reprodução/Instagram @gildovigor)
Gil do Vigor participou do BBB 2021 e deu aula sobre aceitação no programa (Foto: Reprodução/Instagram @gildovigor)

Gil do Vigor, como ficou conhecido após sua participação no programa “Big Brother Brasil 2021” é economista, influenciador digital e empresário brasileiro. Durante o programa ele falou sobre ser gay e a aceitação de sua famíilia. Gil chegou a postar uma foto sua com o namorado com a legenda "Saudades" depois do confinamento.

Durante o programa, Gil recebeu uma bolsa para fazer um PhD em economia de uma universidade na Califórnia, Estados Unidos.

Billy Porter

Billy Porter é ativista dos direitos LGBTQ+ (Foto: Reprodução/Instagram @theebillyporter)
Billy Porter é ativista dos direitos LGBTQ+ (Foto: Reprodução/Instagram @theebillyporter)

O ator Billy Porter, reconhecido principalmente pela sua atuação na série Pose - que fala da cultura dos bailes LGBTQ+ em Nova York dos anos 1980 - é outro ativista que fala sobre os direitos da comunidade.

Em premiações ele sempre aparece com roupas ousadas e chocantes que misturam o feminino e o masculino, usando isso para trazer discussões sobre o lugar dos gêneros na sociedade.

Com 51 anos atualmente, o ator diz ter sido forçado pelos familiares a fazer terapia por demonstrar atitudes afeminadas. Durante uma entrevista à revista americana Allure, Porter declarou:

“A construção heteronormativa de que a masculinidade é a melhor coisa me silenciou por muitos anos. Era como se a masculinidade fosse imposta antes mesmo que eu pudesse entender o que pensava sobre mim mesmo”,

Ele é casado com Adam Smith desde 2017.

Neil Patrick Harris

Neil Patrick Harris e o marido, David Burtka, têm três filhos (Foto: Reprodução/Instagram @nph)
Neil Patrick Harris e o marido, David Burtka, têm três filhos (Foto: Reprodução/Instagram @nph)

Muitos devem lembrar o Barney, personagem mulherengo interpretado pelo ator Neil Patrick Harris na série americana “How I Met Your Mother”. Na vida real, no entanto, o ator se assumiu gay em 2006 e é casado com o ator e chef de cozinha David Burtka desde 2014.

O casal tem filhos gêmeos - Harper Grace e Gideon Scott - de 10 anos de idade.

Harris causou polêmica em janeiro de 2021, durante uma entrevista ao jornal The Times, declarando que acha "sexy em escalar um ator heterossexual para interpretar um papel gay".

Cara Delevingne

Cara Delevingne é bissexual (Foto: Reprodução/Instagram @caradelevingne)
Cara Delevingne é bissexual (Foto: Reprodução/Instagram @caradelevingne)

A modelo, atriz e empresária Cara Delevingne é abertamente bissexual, ou seja, tem interesse romântico pelos dois sexos.

Em entrevista para o podcast “Make It Reign", ela comentou que, por muito tempo, teve vergonha de falar sobre os seus sentimentos e que a maneira como ela define sua sexualidade muda com frequência, mas que está cada vez mais confortável com o termo bixessual.

Mais recentemente, no Met Gala de 2021, Cara usou uma roupa com a frase “Peg The Patriarchy” no peito - que significa Subverta o Patriarcado. Por causa dessa aparição, as buscas pelo o termo Pegging, ou “inversão sexual”, dispararam.

Kristen Stewart

Kristen Stewart admitiu ser gay no programa americano “Saturday Night Live” (Foto: Reprodução/Instagram @kristenstewartx)
Kristen Stewart admitiu ser gay no programa americano “Saturday Night Live” (Foto: Reprodução/Instagram @kristenstewartx)

Kristen Stewart ganhou notoriedade por causa de seu papel na saga Crepúsculo, mas construiu ao longo dos anos uma carreira sólida. Ela sempre namorou homens e mulheres, mas é muito reservada sobre o tema.

Em entrevistas ela já comentou sobre a pressão que sofre para se assumir lésbica, mas que ela prefere ser mais natural sobre sua orientação sexual. Ainda assim, quando ela apresentou o programa americano “Saturday Night Live” ela admitiu ser gay.

Em novembro de 2021, Steward confirmou que estava noiva da roteirista Dylan Meyer.

Caitlyn Jenner

Caitlyn Jenner se revelou como mulher trans em 2015 (Foto: Instagram @caitlynjenner)
Caitlyn Jenner se revelou como mulher trans em 2015 (Foto: Instagram @caitlynjenner)

Caitlyn Jenner também colocou os holofotes na comunidade LGBTQIA+ quando se revelou como uma mulher trans em 2015.

Um pouco da revelação, aceitação da família Kardashian-Jenner e a transição puderam ser acompanhadas pelo reality show da família.

Ex-atleta, Caitlyn também declarou ser contra mulheres trans em competições de esportes femininos.

Elliot Page

O ator Elliot Page assumiu publicamente ser um homem transgênero em 2020 (Foto: Reprodução/Instagram @elliotpage)
O ator Elliot Page assumiu publicamente ser um homem transgênero em 2020 (Foto: Reprodução/Instagram @elliotpage)

O ator Elliot Page, identificado anteriormente como Ellen Page, assumiu publicamente ser um homem transgênero em 2020. Ele realizou uma mastectomia, cirurgia de retirada dos seios, na mesma época que fez o anúncio para a imprensa.

Segundo Elliot, a cirurgia foi essencial para que conseguisse estar confortável com o seu corpo. Sua transição também foi bem aceita pelo público e ele se tornou um símbolo da comunidade trans.

Em entrevista para a revista Time, Page comentou:

"Eu estava esperando receber muitas mensagens de apoio e amor, mas também muita transfobia. E foi exatamente isso que aconteceu. Pessoas extremamente influentes estão por aí espalhando mitos e argumentos nocivos sobre pessoas trans, questionando a nossa existência. Nós somos muito reais",

Também em 2020, o ator se separou de sua esposa, Emma Portner. Processo que disse que foi importante esse tempo sozinho para conseguir aceitar ser transgênero.

Sobre sua carreira, Elliot Page vai continuar interpretando Vanya na nova temporada da série "The Umbrella Academy".

Demi Lovato

Demi Lovato é pansexual e teve música gravada na parada LGBTQ+ em 2014 (Foto: Reprodução/Instagram @ddlovato)
Demi Lovato é pansexual e teve música gravada na parada LGBTQ+ em 2014 (Foto: Reprodução/Instagram @ddlovato)

A artista Demi Lovato se declarou pansexual, ou seja, se apaixona por pessoas e não por gênero, e não-binária - que não é nem femino nem masculino - em entrevista para o podcast “The Joe Rogan”.

Lovato fala muito sobre temas envolvendo a comunidade LGBTQIA+, dando destaque também em seu último documentário. Inclusive, o clipe da sua música “I Really Don’t Care” foi gravado na parada LGBT de Los Angeles e lançado em 2014.

O que a sigla LGBTQIA+ significa?

Bandeira LGBTQIA+ Foto: Reprodução/Pixabay
Bandeira LGBTQIA+ Foto: Reprodução/Pixabay

LGBTQIA+ é um movimento e uma abreviação que representa as lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis, queer, intersexo e assexuais. O mais também representa os pansexuais e não-binários e outras classificações que cada indivíduo se indentifica.

As letras criam um senso de comunidade entre o grupo de pessoas que sofre preconceitos e violências por não agirem, sentirem, se expressarem e/ou parecerem em conformidade com as regras heteronormativas - ou seja, os papéis dos homens e mulheres normalizados na sociedade atual.

Quais são todos os gêneros?

A proposta do LGBTQIA+ é que cada pessoa possa ser o que ela quiser e ser respeitada por isso. Como cada pessoa é única, muitos gêneros estão sendo nomeados nas últimas décadas.

Atualmente a Comissão de Direitos Humanos de Nova York considera a existência de 31 identidades de gênero, entre elas:

  • Agênero;

  • Andrógino;

  • Gênero de fronteira;

  • Gênero fluido;

  • Gênero neutro;

  • Gender-queer;

  • Gênero em dúvida;

  • Gênero variante;

  • Hijra;

  • Gênero não conformista;

  • Butch;

  • Bigênero;

  • Não-binário;

  • Male to female (MTF);

  • Female to male (FTM);

  • Terceiro sexo;

  • Nenhum;

  • Homem;

  • Mulher.

Ainda assim, o Facebook, por exemplo, oferece para seus usuários 52 possíveis opções de identidade sexual.

Diferenças entre identidade de gênero e orientação sexual

Identidade de gênero se refere à maneira que uma pessoa se vê, ou seja, o gênero que ela se identifica. A identidade de gênero pode ser diferente ao sexo biológico (que ela nasceu).

Já o orientação sexual são os termos que identificam por qual sexo as pessoas se sentem atraídas. Os bissexuais, por exemplo, se sentem atraídos tanto pelo gênero feminino quanto pelo masculino. Os panssexuais se sentem atraídos pelas pessoas e não por gêneros.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos