Famosos lembram aniversário de Paulo Gustavo e se revoltam contra Bolsonaro

***ARQUIVO***SÃO PAULO - SP - 04.04.2015 - Paulo Gustavo. (Foto: Raquel Cunha/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO - SP - 04.04.2015 - Paulo Gustavo. (Foto: Raquel Cunha/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Muitos famosos tem feito homenagens a Paulo Gustavo, que morreu de Covid-19 antes da vacina e que neste domingo (30) de eleição faria 44 anos. E alguns deles tem usado a data para fazer críticas ao atual presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL).

A atriz Samantha Schmutz lembrou do amigo e publicou o que ela diz ser a última mensagem dele para ela no WhatsApp. Nela, Paulo chamava Bolsonaro de "assassino". "Por Paulo e por todos que perderam a vida por causa de um governo negacionista", escreveu a atriz.

Tatá Werneck também homenageou o melhor amigo e disse que iria votar pelo Paulo nessas eleições. Mãe do comediante, Dea Lucia publicou um vídeo do humorista falando em esperança e em como o humor salva.

Fábio Porchat disse o quanto ama Gustavo. "Ainda não sei exatamente o que falar. Só sei que queria que ele estivesse aqui. Que difícil. Que raiva. Que dor. Seguimos aqui rindo e resistindo", escreveu.

Mônica Martelli, uma das melhores amigas do humorista, fez questão de dizer que o voto que daria nas urnas também seria uma maneira de homenagear. "Hoje seria aniversário do Paulo Gustavo. Hoje seria um dia de festa! Hoje meu voto também é por ele. Estaremos lado a lado votando pelo amor e pela democracia."