Famosos e fãs lamentam a morte de Taylor Hawkins, baterista do Foo Fighters

Taylor Hawkins, bateria do Foo Fighters, morre aos 50 anos (Foto: Rich Fury/Getty Images)
Taylor Hawkins, bateria do Foo Fighters, morre aos 50 anos (Foto: Rich Fury/Getty Images)

Famosos e fãs usaram as redes sociais para lamentar a morte de Taylor Hawkins, baterista do Foo Fighters. A morte foi anunciada pela banda nas redes sociais, na madrugada deste sábado (26), e a causa ainda não foi divulgada. O grupo seria responsável por encerrar o último dia do Lollapalooza Brasil, no domingo (27), e a expectativa é que a apresentação seja cancelada, embora o evento ainda não tenha confirmado a decisão.

Miley Cyrus, principal atração deste sábado (26), revelou que dedicará o seu show no Lollapalooza ao músico e relembrou: "Minha memória favorita com Taylor é dançar ao redor de sua bateria enquanto ele tocava junto com essa música", escreveu, compartilhando a canção "Brass in Pocket", do grupo Pretenders. "Tocando repetidamente, nos imaginando rindo. Te amo para sempre."

O músico Ozzy Osbourne também homenageou o colega: "Taylor era realmente uma pessoa ótima e um músico incrível. Meu coração, meu amor e minhas condolências vão para a sua esposa, seus filhos, sua família, sua banda e seus fãs. Vejo você do outro lado", escreveu. Taylor era casado com a ilustradora Alison Hawkins desde 2005 e o casal tinha três filhos: Oliver, Annabelle e Everleigh.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

"Eu não tenho palavras. Triste por escrever isso ou nunca mais vê-lo novamente", escreveu o também baterista Travis Barker, do Blink-182. "Dizer que sentirei sua falta, meu amigo, não é suficiente. Até a próxima em que falaremos de baterias e cigarros na sala dos garotos. Descanse em paz."

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Baterista do Metallica, Lars Ulrich compartilhou no Twitter: "Obrigado, Taylor. Obrigado por sempre ter o sorrido mais quente em seu rosto e por iluminar qualquer lugar com sua energia infecciosa e boas energias".

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

"Um irmão do rock and roll foi para casa muito cedo. Minhas mais profundas condolências à família dele, Dave Grohl e o Foo Fighters. Taylor tocou do coração com poder a prazer. Que ele descanse em paz", escreveu o cantor Lenny Kravitz no Instagram.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

No Brasil, a jornalista Didi Wagner também lembrou com carinho do músico: "Taylor Hawkins era um baterista muito talentoso e de carisma imenso. Fará muita falta no mundo da música, especialmente para os fãs do Foo Fighters. Que notícia triste", lamentou. Ex-colega de Didi na MTV Brasil, Sarah Oliveira comentou: "Um dos caras mais doces que conheci no showbiz".

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A também jornalista Claudia Lima ainda aproveitou para relembrar um momento marcante de Taylor no Brasil: "Nos anos 90, Taylor Hawkins, dos Foo Fighters, ficou famoso aqui por ter causado muito no Hell's Club, inferninho aqui nos Jardins [em São Paulo], durante uma passagem pelo Brasil", escreveu no Instagram. "Estou absolutamente chocada com a notícia triste de sua morte, às vésperas do show no Lolapalooza, domingo. Um cara incrível, de uma das bandas mais legais."

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

"O rock está cheio de histórias trágicas, músicos que sofrem com a perda de alguém da banda e se veem obrigados a reinventar toda a sua arte. Dave Grohl passou por isso quando Kurt Cobain, seu parceiro do Nirvana, se matou em 1994. E vive o mesmo drama agora, com a notícia da morte de Taylor Hawkins, o baterista do Foo Figthers", lembrou o jornalista e apresentador Zeca Camargo. A música sai perdendo, os fãs saem perdendo, mas eu fico imaginando o que se passa pela cabeça de Grohl… Uma tristeza."

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O clube paulista Corinthians também homenageou o músico: "Nossos sentimentos à Fiel que ama rock: a música perdeu Taylor Hawkins, um dos maiores bateristas da atualidade, que deixou sua marca e seu sorriso na banda de Alanis Morrisette e na história dos Foo Fighters", escreveu no Instagram.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

HOMENAGENS DOS FÃS

Os fãs também lamentaram a morte de Taylor Hawkins em peso, fazendo com que o nome do baterista fosse parar entre os assuntos mais comentados do Twitter: "O momento que Dave Grohl deixava Taylor Hawkins assumir os vocais era sempre obrigatório nos shows do Foo Fighters. E tal qual Dave, Taylor era um baterista com alma de frontman. Ter visto ele ao vivo foi um privilégio. Pensar que não vou ver de novo é inconcebível", escreveu o internauta Marcelo Silva.

"Músico incrível, um dos melhores bateristas da história, ótimo como vocalista, viu a morte de perto e se reergueu, divertido, cheio de energia, simpático… e tinha só 50 anos. Descanse em paz, Taylor Hawkins", disse outro internauta. Confira essas e mais homenagens:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

MORTE DE TAYLOR HAWKINS

Baterista do Foo Fighters, Taylor Hawkins faleceu aos 50 anos, em Bogotá, na Colômbia, enquanto o grupo se preparava para se apresentar no festival Estéreo Picnic. A notícia foi confirmada na madrugada deste sábado (26) nas redes sociais da banda e a causa da morte ainda não foi divulgada.

"A família Foo Fighters está devastada com a trágica perda de nosso amado Taylor Hawkins", publicou a conta oficial do grupo no Instagram. "Seu espírito musical e sua risada contagiante vão viver conosco para sempre", diz outro trecho da mensagem que pede privacidade à esposa, aos filhos e a toda a família do músico nesse momento difícil.

Segundo informações da emissora colombiana Caracol, o baterista foi encontrado sem vida. Com a fatalidade, o show que a banda faria na noite de sexta-feira (25) foi cancelado, assim como as demais apresentações previstas na turnê sulamericana.

Em nota nas redes sociais, o Lolla lamentou o óbito. "Estamos absolutamente devastados pela perda do nosso amigo, Taylor Hawkins. Não há palavras para descrever o que ele significou para nós e para todos os fãs de música ao redor do mundo". O Foo Fighters estava escalado como uma das principais atrações do Palco Budweiser no domingo (27).

Lollapalloza 2022

CARREIRA DO MÚSICO

Antes de se unir ao Foo Fighters, em 1997, Hawkins fez parte da banda da cantora canadense Sass Jordan e também da banda da americana Alanis Morissette. No grupo Taylor Hawkins and the Coattail Riders, um projeto que ele conduzia desde 2004, o músico ocupou tanto a bateria quanto os principais vocais.

Em março deste ano, ele lançou com o Foo Fighters uma comédia de terror chamada "Terror no estúdio 666", inspirada no último disco do sexteto, "Medicine at Midnight". Ele era casado com a ilustradora Alison Hawkins desde 2005 e o casal tinha três filhos: Oliver, Annabelle e Everleigh.

*Com informações da Folhapress