Famosas apoiam advogada agredida por ex-namorado e pedem justiça

Reprodução/Instagram

O vídeo em que o piloto Victor Junqueira, de 24, aparece espancando e tentando asfixiar a ex-namorada, a advogada Luciana Sinzimbra, 26, por não aceitar o término do namoro, repercutiu nas redes sociais, inclusive, entre os famosos, que se posicionaram e exigiram uma posição da Justiça.

Xuxa ficou revoltada com as cenas e se excedeu na defesa. “Pior que vai ser mais um a não dar em nada. Deveria ser como em outros países, [se] bateu em mulheres teria que levar paulada delas e gravar para colocar para todo mundo ver”, escreveu a apresentadora nos comentários da mensagem publicada pela atriz Bruna Marquezine em apoio à vítima, no seu Instagram.

“Nos levantamos por Luciana. Nos últimos dias o vídeo em que Luciana Sinzimbra, 26, era violentada física e psicologicamente por Victor Junqueira, 24, viralizou. Víctor é piloto, filho de um ex-prefeito de Anápolis e se não fosse essa prova, muitos duvidariam da palavra dela. Infelizmente esse vídeo retrata a realidade diária de várias brasileiras, nessa sociedade onde o machismo e a misoginia são tratados como invenção e vitimização.”

Leia mais: Saiba como denunciar casos de abuso sexual

“Estamos juntas de Luciana por sua força em denunciar. Estamos juntas por esse caminho, admiramos sua força. No Brasil, uma mulher apanha em média sete vezes antes de denunciar. Por isso, cada uma de nós que se levanta, nos inspira a lutar cada vez mais. Reforçamos também seu pedido para que não veiculem o vídeo onde ela é atacada por Victor. Respeitemos umas às outras e não vamos soltar a mão de ninguém. E, a exemplo de Luciana, pedimos a nossas manas: Denunciem. Usem o 180, liguem e denunciem. Se ele te bate, ele não te ama”, diz o texto, compartilhado inicialmente pelo perfil Xota Power — que tem como intuito empoderar mulheres –, com uma foto do agressor, compartilhado por Alice Wegmann, Bruna Linzmeyer, Bruna Marquezine, Fernanda Lima, Isis Valverde, Leticia Almeida, Luiza Brunet, Maria Ribeiro e Paula Lavigne.

Em sua página do Instagram, Luciana diz que o vídeo viralizou sem seu consentimento, exigindo dela um posicionamento do qual não é capaz de ter no momento.

“Estou me fortalecendo para me pronunciar em breve e ajudar no combate à violência doméstica. Graças a Deus estou bem fisicamente, porém abalada emocionalmente”, escreveu.

O casal estava junto há três anos e a última agressão ocorreu no dia 14 de dezembro — data em que as cenas foram gravadas. Victor é filho de um ex-prefeito de Anápolis (GO). A advogada registrou ocorrência no dia seguinte. Ela relatou não ter sido a primeira vez que foi atacada.

Leia mais: Famosas quebram silêncio sobre João de Deus: ‘essas mulheres não são loucas’

Agredida pelo ex-marido, a atriz Cristiane Machado também foi uma das primeiras a se manifestar sobre o caso. Assim como Luciana, ela filmou as cenas de agressão para conseguir provar que sim, era vítima de violência doméstica.

“O discurso deles sempre é o mesmo. Ninguém merece apanhar. Mulher nenhuma. Passei por isso e fiquei em cárcere privado, não podia sair da minha casa . Quase morri. Ir embora aumentava a violência dele. São traumas eternos na alma , no corpo e psicológicos. O menino rico e bonzinho, que história parecida. Gravou e provou. Que bom que incentivei as mulheres a fazerem isso. Registrem, denunciem. Ninguém merece apanhar ou morrer por nenhuma justificativa do mundo””, escreveu Cristiane.

Denuncie

Ligue para Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência – 180.