Família de Halyna Hutchins acolhe decisão de processar Alec Baldwin

Halyna Hutchins foi morta no set de 'Rust' credit:Bang Showbiz
Halyna Hutchins foi morta no set de 'Rust' credit:Bang Showbiz

A família de Halyna Hutchins "apoia" a decisão de apresentar acusações criminais contra Alec Baldwin e a armeira de 'Rust', Hannah Gutierrez-Reed.

A diretora de fotografia foi morta a tiros no set do filme em outubro de 2021 e, na quinta-feira (19.01.23), as autoridades anunciaram que o ator principal do longa-metragem e a integrante da equipe seriam acusados de homicídio involuntário pela tragédia, enquanto o diretor assistente Dave Halls chegou a um acordo judicial sobre a acusação de uso negligente de uma arma mortal.

E agora a família de Halyna emitiu uma declaração em resposta à notícia e prometeu "cooperar totalmente" com a acusação.

Brian J. Panish, advogado da família Hutchins, disse em um comunicado: "Queremos agradecer ao xerife de Santa Fé e ao promotor distrital por concluir sua investigação completa e determinar que as acusações de homicídio involuntário são justificadas pelo assassinato de Halyna Hutchins com desrespeito consciente pela vida humana. Nossa investigação independente também confirma que as acusações são justificadas. É um conforto para a família que, no Novo México, ninguém está acima da lei. Apoiamos as acusações, cooperaremos totalmente com esta acusação e esperamos fervorosamente que o sistema de justiça trabalhe para proteger o público e responsabilizar aqueles que infringem a lei."

Os advogados de Alec e Hannah acreditam que eles não serão considerados culpados das acusações.

O advogado do astro de '30 Rock', Luke Nikas, disse: "Esta decisão distorce a trágica morte de Halyna Hutchins e representa um terrível erro judiciário. O Sr. Baldwin não tinha motivos para acreditar que havia uma bala viva na arma - ou em qualquer lugar no set de filmagem. Ele confiou nos profissionais com quem trabalhou, que lhe garantiram que a arma não tinha cartuchos reais. Vamos lutar contra essas acusações e vamos vencer."

Jason Bowles e Todd J. Bullion, advogados de Hannah, disseram em um comunicado separado: "Hannah está, e sempre esteve, muito emocionada e triste com este trágico acidente. Mas ela não cometeu homicídio involuntário. Essas acusações são o resultado de uma investigação muito falha e uma compreensão imprecisa de todos os fatos. Pretendemos trazer toda a verdade à luz e acreditamos que Hannah será exonerada de delito por um júri."