Fafá de Belém diz que ameaçou se jogar do carro para se livrar de assédio

·1 minuto de leitura
A cantora contou histórias da carreira (Foto: Reprodução/Instagram/@fafadebelem)
A cantora contou histórias da carreira (Foto: Reprodução/Instagram/@fafadebelem)

Fafá de Belém, 64, é cheia de histórias para contar. Nesta segunda-feira (17), ela relembrou momentos marcantes da carreira, contou episódios engraçados com a família e relatou um caso de assédio que sofreu dentro do carro. Para se livrar do agressor, Fafá ameaçou deixar o veículo em movimento.

Tudo começou com uma carona após uma festa na Rádio Globo. "Vi que o homem estava no caminho errado, alertei que morava para o outro lado. Ele colocou a mão na minha perna e perguntou se eu tinha certeza que não queria ir com ele", diz a artista, que só conseguiu fazê-lo parar quando tentou sair do carro.

Leia também:

Fafá lembra de ter chegado em casa e chorado muito. A cantora afirma que seu corpo sempre chamou atenção e foi motivo de comentários maldosos. "Com 12 anos, eu já era uma mulher (...) Sempre tive cintura fina, peito e coxa. Nunca fui essa mulher do quadrilzão, do bundão", recorda.

No Podcast Debates Inúteis, Fafá também revelou que o diretor de uma gravadora diretor pediu para ela emagrecer 10 quilos no início da carreira. A artista, no entanto, foi corajosa para enfrentar o "patrão". Ela diz que o ensinou que cantora só precisa da voz para trabalhar.

Questionada sobre a pandemia, a artista revelou que aprendeu a ressignificar alguns sentimentos. Muitas pessoas pediam para ela dar risada porque achavam sua "gargalhada gostosa". Certo dia, inclusive, médicos de Aracajú fizeram uma chamada de vídeo com a cantora para desopilar a mente após um plantão com centenas de mortes por Covid-19.     

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos