F1: Após Mazepin, Haas confirma Mick Schumacher para 2021

Redação Motorsport.com
·3 minuto de leitura

A Haas tem sua dupla de pilotos definida para a temporada 2021 da Fórmula 1. Após confirmar o russo Nikita Mazepin na terça-feira, foi a vez de a equipe anunciar o alemão Mick Schumacher, filho de Michael Schumacher, heptacampeão mundial da categoria.

Assim, a escuderia dos Estados Unidos terá dois novatos no próximo campeonato da elite do automobilismo mundial. Os jovens substituem os veteranos Romain Grosjean, da França, e Kevin Magnussen, da Haas.

O editor recomenda:

F1: Haas confirma Nikita Mazepin para temporada 2021 Steiner compara Mazepin a Lauda para responder críticas sobre "piloto pagante" Steiner: Haas fará de tudo para que Pietro tenha "o melhor final de semana possível"

Os anúncios desta semana confirmam o que se já esperava em relação à formação da Haas para 2021. Mazepin traz o aporte financeiro de sua família, enquanto Schumacher é apadrinhado pela Academia da Ferrari, que fornece motores para o time norte-americano.

O filho do alemão Michael Schumacher, aliás, é o líder da temporada 2020 da Fórmula 2. Ele pode confirmar o título no próximo fim de semana, quando a categoria 'de acesso' faz suas provas finais no Bahrein, que também sedia o GP de Sakhir de F1.

Mazepin também é um dos destaques da F2, mas Schumacher se confirmou como o 'nome do ano' e vem fazendo um campeonato bastante consistente com a Prema, em seu segundo ano na categoria.

Schumacher foi campeão da Fórmula 3 Europeia em 2018 e chegou à F2 em 2019. Desde janeiro do ano passado, o jovem alemão de 21 anos integra a Academia da Ferrari. Em abril de 2019, Mick testou a Ferrari e a Alfa Romeo no Bahrein.

Em 2020, o piloto também teria testado a Alfa Romeo no primeiro treino livre para o GP de Eifel, na Alemanha. Entretanto, as condições climáticas do circuito de Nurburgring forçaram o cancelamento da sessão prática.

Mick, aliás, foi especulado como competidor da Alfa Romeo para 2021, ao lado do campeão mundial de 2007, Kimi Raikkonen, rival de Michael Schumacher pelo título da temporada 2003. O finlandês corria pela McLaren e conquistou seu campeonato justamente pela escuderia.

Entretanto, a 'sonhada dupla' Schumacher/Raikkonen não se concretizou, já que a Alfa Romeo renovou com o italiano Antonio Giovinazzi. Assim, o caminho ficou aberto para que a Ferrari sondasse a Haas a fim de uma vaga para Mick em 2021.

Agora, o acerto foi confirmado. Inicialmente, o chefe da Haas, Gunther Steiner, era contrário à contração de dois novatos. Entretanto, o dirigente italiano mudou de opinião. Assim, a equipe terá Schumacher e Mazepin como pilotos na próxima temporada.

Os possíveis substitutos de Hamilton e detalhes de como Grosjean sobreviveu à batida

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PODCAST: O 'milagre' Grosjean e o que Pietro Fittipaldi pode fazer em sua estreia na F1

Your browser does not support the audio element.

.