Fãs de Marília Mendonça se reúnem em arena de Goiânia para se despedir da cantora

·2 min de leitura

GOIÂNIA, GO (FOLHAPRESS) - Mesmo sob sol escaldante, os fãs de Marília Mendonça fizeram fila na porta do ginásio Goiânia Arena, ao lado do estádio Serra Dourado, para se despedir da cantora. O velório de Mendonça, morta aos 26 anos nesta sexta-feira (5), em um trágico acidente de avião, deve permanecer aberto ao público até as 16h, na capital goiana. Os corpos dela e do tio, Abicieli Silveira Dias Filho, chegaram à arena em carros funerários por volta das 12h30 deste sábado (6).

No portão do ginásio, mais de mil de fãs da artista aguardavam para entrar. Os primeiros a chegar estavam acampados no local desde a madrugada deste sábado.

Inicialmente, o velório de Mendonça havia sido marcado para as 9h em anúncio do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, do DEM. É esperado que cerca de 100 mil pessoas passem pelo ginásio para se despedir da rainha da sofrência.

Já aconteceram coros com o nome de Mendonça, e os fãs se juntaram para cantar "Infiel", o primeiro hit da sertaneja. Alguns carros passam buzinando pelas ruas do entorno.

Há pessoas carregando bandeiras do Brasil, além de camisetas e bonés da cantora. Os primeiros ambulantes, com material relacionado a Mendonça, também já estão nos arredores do ginásio.

O corpo de Marília Mendonça deixou o Instituto Médico Legal de Carantiga, em Minas Gerais, cidade vizinha a Piedade de Caratinga, onde ela morreu, na madrugada deste sábado. O enterro, que terá apenas presença de familiares da artista, deve acontecer depois do período de abertura para o público, por volta das 17h.

Poucos minutos antes da abertura dos portões, a fila se arrastava pela rua adjacente do ginásio. O público, majoritariamente formado por mulheres e jovens, carregava caixinhas de som reproduzindo as músicas de Mendonça.

O trânsito na região já era intenso, com carros parando e buzinando, enquanto ônibus de cantores sertanejos –como da dupla Henrique e Juliano– eram aplaudidos quando passam pelo local.

"É a sertaneja da nossa cidade aqui. É de Goiânia", disse uma mulher cantando sucessos de Marília Mendonça com um microfone ligado numa caixa de som presa no carro. Jovens cantores anônimos também animaram a fila acompanhados por violões e coros das pessoas na fila.

Perto das 13h, familiares de Marília Mendonça chegaram ao ginásio por uma entrada exclusiva. Também estão no local as duplas Henrique e Juliano e Maiara e Maraísa, parceiros musicais mais próximos de Mendonça, além de Jorge, da dupla com Mateus, e Matheus, da dupla com Kauan. ​

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos