Experimento mostra como é fácil se tornar uma estrela patrocinada no Instagram

Reprodução/Instagram

Quem acompanha dos chamados ‘digital influencers’ nas redes sociais sabe o quanto isso pode ser um negócio lucrativo. Empresas gastam milhões pagando essas pessoas para divulgarem seus produtos e uma experiência realizada por uma agência de marketing acaba de provar que se tornar famoso é mais fácil do que imaginamos.

A Mediakix resolveu forjar dois perfis no Instagram para tentar conseguir patrocínio nos posts. Eles contrataram uma modelo e batizaram a primeira conta de @calibeachgirl310. Já a segunda, @wanderingggirl, foi ainda mais longe e conta apenas com fotos aleatórias de bancos de imagens, incluindo paisagens e fotos de garotas tiradas de longe.

O próximo passo foi conseguir seguidores. “Começamos comprando mil seguidores por dia porque estávamos preocupados em comprar muitos de uma vez e o Instagram enfraquecerem a conta. Mas percebemos rapidamente que poderíamos comprar 15 mil por vez sem enfrentar problemas”, explica a agência. Cada mil seguidores custa em média de 3 a 8 dólares (cerca de R$ 9 a R$ 25).

Reprodução/Instagram

Como os seguidores comprados não curtem nem comentam, eles também passaram a pagar pelas interações. “Pagamos cerca de 12 centavos (R$ 0,37) por comentários e de 4 a 9 dólares (R$ 10 a R$ 25) por mil likes. Cada post possui de 500 a 2,500 curtidas e de 10 a 50 comentários”.

O gasto total do experimento foi de mil dólares (cerca de R$ 3,150) e com as duas contas criadas e recheadas, eles passaram a buscar por patrocínio. “Conseguimos quatro acordos com marcas, dois para cada perfil. O perfil de moda conseguiu fechar negócio com uma marca de moda praia e outra de comidas e bebidas. O de viagem conseguiu com uma marca de bebidas alcoólicas e a mesma de comidas e bebidas. Cada conta foram oferecidos pagamentos em dinheiro ou produtos e em alguns casos, as duas coisas”.

Isso prova que qualquer pessoa pode conquistar o mesmo feito e que as empresas não se importam com a veracidade dos perfis, apenas com números.