Executivo do Santo André acha justo time ser proclamado campeão paulista

Fernandinho é um dos integrantes do elenco do Santo André. Foto: Marcello Zambrana/AGIF

Os Campeonatos Estaduais foram paralisados por causa da pandemia do CoronaVírus e muitos participantes não sabem o que vai acontecer nos próximos dias e meses. Há a possibilidade da retomada das competições, cancelamentos ou até o fim decretado com os campeões definidos pelas campanhas atuais. No Paulista, o time de melhor campanha é o Santo André, com 19 pontos em dez jogos. O segundo colocado é o Palmeiras, com o mesmo número de pontos, mas perdendo no critério de desempate.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

O blog tem a posição de dar o título às equipes campeãs de turnos ou primeiras colocadas na classificação geral. Entrevistei o gerente de futebol do Santo André, Edgard Montemor, a respeito do assunto. Confiram.

Leia também:

“Lógico que a gente, não só o Santo André, mas todos gostaríamos que o campeonato retornasse, que a gente pudesse decidi-lo dentro de campo, mas a cada dia que passa as notícias vão chegando e a gente vai vendo que isso talvez seja inviável. Caso isso realmente aconteça, eu concordo. Não é pelo fato de hoje ser executivo do Santo André, mas acho que é justo. Sobre rebaixados, acredito que não deveriam haver rebaixados em nenhuma divisão. Em relação aos campeões de acesso também, acho que eles deveriam ser respeitados, até porque o Santo André não ficou líder na décima rodada, e sim há um bom tempo da competição”, afirmou.

Edgard ainda confirmou a preocupação diária da Federação em buscar uma solução. “A Federação enviou um comunicado aos clubes informando que diariamente tem entrado em contato com CBF, órgãos de saúde e governamentais para ver como ficará a situação, tentando primeiramente a melhor saída para resolver os Estaduais. A Federação ainda não tem uma posição concreta, mas está sempre em contato com os clubes”, revelou.

Ainda assim, o Santo André corre contra o tempo por causa dos contratos do seu elenco, com términos no próximo mês. “Os contratos da grande maioria dos atletas terminam em abril, a partir do dia 07. Após o fim do mês, o Santo André fica sem jogadores. Numa hipótese do campeonato retornar em junho, vejo o Santo André impossibilitado de participar”, concluiu Edgard.

O blog tentou o contato com algum dirigente da Federação, mas foi informado que só o ex-jogador Mauro Silva, diretor técnico, poderá falar sobre isso. Em retiro no interior, ele só poderá conceder entrevistas na próxima semana, segundo a assessoria da entidade.

Veja mais de Alexandre Praetzel no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.