Ex-presidente do Globo de Ouro é expulso da organização após enviar email racista

·1 minuto de leitura

Historicamente conhecida por problemas com racismo e outras temáticas sociais, a Hollywood Foreign Press Association (HFPA) - organizadora do Globo de Ouro - anunciou que expulsou da organização o ex-presidente Philip Berk, membro há 44 anos. Ele enviou um email racista no último domingo (18).


No email, Berk enviou para os outros membros da HFPA um artigo descrevendo a campanha Black Lives Matter como um movimento racista e com objetivo de promover ódio. A organização foi duramente criticada em fevereiro, antes da edição deste ano da premiação quando uma matéria do Los Angeles Times revelou que ela não tinha nenhum membro negro.


No Globo de Ouro, a HFPA prometeu que faria algo para mudar isso e depois prometeu instituir mudanças substanciais até o dia 6 de maio. Na última segunda (19), a organização divulgou uma declaração dizendo que as visões de Berk não representavam as dos seus seletos 87 membros.


Na terça (20), a NBC, que transmite o Globo de Ouro, demandou a demissão de Berk, que foi confirmada pela HFPA na noite do mesmo dia.