Ex-noivo de blogueira que se matou comenta relacionamento: "Tentei de tudo"

Alinne e Orlando (Foto: Reprodução/ Instagram @alinnerraujo)

Orlando Costa, ex-noivo da blogueira Alinne Araújo, que se suicidou na última semana, falou pela primeira vez sobre sua relação com a jovem. Neste domingo (21) ele concedeu uma entrevista ao 'Domingo Espetacular', da Rede Record, e chorou muito.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Orlando conheceu Alinne por meio de um aplicativo de relacionamento. Os dois estavam juntos há dois anos e moravam na mesma casa há nove meses. “Eu ficava todos os dias pensando: poxa como a gente vai ter uma família? Como eu vou ter o filho e o filho tirando a mãe da janela? Escondendo faca? Lá em casa era assim", desabafou o rapaz.

Leia também

“Uma vez fui tomar um banho e quando voltei ela tava comendo todos os remédios. Fomos para o hospital. Eu escondia todos os remédios. Eu só podia tomar banho quando ela dormia", explicou. Há três meses Alinne fez uma publicação sobre uma tentativa de suicídio que aconteceu após a prova de seu vestido de noiva.

“Eu já tinha terminado comigo. Eu era um cuidador, um provedor. Alguém que tentava fazer tudo com ela. Quando você entra num relacionamento com alguém que tem depressão você não sabe o que é", continuou o rapaz.

Um ponto emocionante da entrevista foi quando Orlando falou que a família da ex-noiva não o culpou pelo ocorrido. “A mãe dela me abraçou, falou que isso era uma tragédia anunciada. Que ela tentou de tudo. Todos os meus amigos me deram apoio. Só quem julgou foram pessoas que não me conheciam. Eu ofereci médico, psicólogo, ofereci coisas que eu julgava serem boas, que ela gostava, que dizia que era sonho dela. Dei todo meu amor, todo meu carinho. Saía de casa e dizia: ‘qualquer coisa, liga pro mozão’. Tentei de tudo. Não consegui”, disse o rapaz.

Questionado se sua família apoiava a relação com Alinne o rapaz foi direto:"Qual mãe, qual pai é a favor de uma mulher que falava que ia se matar. Minha mãe falava: 'meu filho, nunca mais te vi leve, te vi sorrindo', porque eu sempre fui muito sorridente, brincalhão".

Entenda o caso

Alinne Araújo, de 24 anos, morreu há uma semana, um dia após realizar uma cerimômia de casamento consigo mesma. Segundo parentes, a jovem pulou do nono andar do prédio. No último final de semana a carioca ficou conhecida ao publicar que havia sido abandonada por seu noivo - um dia antes do casamento.

"Vocês sabem a dor de confiar em alguém cegamente e achar que encontrou o companheiro da vida e um dia antes da celebração do amor de vocês a pessoa some? Manda uma mensagem pelo Whastapp e termina todos os sonhos de vocês. Fui pega de surpresa, quis morrer, ele sempre soube da minha condição e não se importou em como eu estaria. Eu recebi a notícia estava dirigindo, tive uma crise no volante, larguei meu carro e me atirei numa via expressa, mas papai do céu á bom e me salvou mais uma vez. Poderia ficar aqui chorando, mas tem uma festa linda me esperando, então hoje caso comigo mesma em nome da minha vida nova. Me desejem sorte. Amo vocês", publicou a jovem no domingo (13).

Há três meses Alinne fez uma publicação sobre uma tentativa de suicídio que aconteceu após a prova de seu vestido de noiva. "Eu decidi que não queria mais viver. Tomei todos os meus remédios de tarja preta. Fui socorrida rápido, mas parei na UTI. Fui socorrida rápido. Mais uma vez estou tentando passar por cima dessas crises."

"Depressão é uma coisa séria. Tome muito cuidado com o que vocês falam. Prestem atenção nos sinais que as pessoas dão. Ninguém quer morrer, ninguém quer se matar. Às vezes é só um pedido velado. Eu muitas vezes prefiro guardar para mim", relatou a jovem após a crise.