Ex-modelo se revolta ao ser barrada em cinema por não ter se vacinado

·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Marinara Costa, 53, usou as redes sociais para expor sua indignação após ter sido proibida de entrar em um cinema no Rio de Janeiro por não apresentar o passaporte da vacinação, documento necessário para provar que a pessoa foi imunizada contra a Covid-19. A ex-modelo, atriz e também policial civil postou um vídeo defendendo o direito de não se vacinar.

"Chego agora no cinema, vim assistir a um filme com minha família e estão exigindo o passaporte de vacinação", iniciou Costa. "Só que eu sou uma mulher livre, não sou obrigada a apresentar documento algum", argumentou erroneamente já que na capital carioca é obrigatório comprovar que foi imunizado contra a Covid-19 desde o dia 1º de setembro.

De acordo com o Decreto, a exibição do documento é exigida em locais de uso coletivo como academias de ginástica, piscinas, clubes, estádios e ginásios esportivos, cinemas, teatros, museus, parques, convenções e feiras comerciais. O prefeito Eduardo Paes (PSD) justificou a decisão como medida de interesse sanitário de caráter excepcional.

"Nosso objetivo é criar um ambiente difícil para aqueles que não querem se vacinar, que acham que vão se proteger sem a aplicação do imunizante e terão uma vida normal. Não terão. Vão ter dificuldades na hora de ter uma cirurgia eletiva, um programa de transferência de renda, e estarão impossibilitadas de terem lazer e trabalho sem se vacinar", declarou quando o Decreto foi publicado no Diário Oficial dia 27 de agosto.

A ex-modelo não parou as reclamações por aí. Ela seguiu falando em "ditadura" e que "não era obrigada a se vacinar". "É um absurdo ser pagador dos nossos impostos e ver nosso direito de ir e vir cerceado. No mundo afora, agora está aceitável, mas no Brasil não é o que está acontecendo. Aqui não. É uma ditadura. Não vão fazer no Rio o que fizeram em São Paulo", pontuou.

"Estou aqui impedida de entrar. Não sou obrigada a me vacinar e tomar vacina alguma. Só não vou chamar a polícia para não estragar o passeio com minha família", finalizou ainda no estabelecimento que barrou a entrada dela.

Ao contrário do que disse Costa, outros locais ao redor do mundo também exigem que as pessoas comprovem que estão imunizadas para entrar em ambientes fechados, como é o caso da cidade de Nova York, nos Estados Unidos e de países como China, França, Israel e Itália.

É importante salientar que como ainda não foi descoberta uma forma eficaz de tratar a Covid, autoridades sanitárias e a Organização Mundial de Saúde (OMS) argumentam que a única forma de se prevenir contra a doença é a imunização.

Costa fez carreira artística nos anos 90, época na qual participou de diversas campanhas publicitárias e participou do grupo Básico Instinto, do cantor e compositor Fausto Fawcett, no qual era conhecida como "Marinara Explode Coração". Ainda como modelo fez ensaios sensuais para as revistas Playboy e Sexy e também atuou em atrações globais como "Sex Appeal" (1993), "Você Decide" (1994) e Malhação (1999).

Ela foi casado com o jornalista e apresentador Fernando Vanucci (1951-2020) entre 1989 e 1993, com quem teve uma filha, Júlia Vanucci, 30. Ela também é mãe das jovens Inamara Costa e Maria Clara Costa. Em 2002, a potiguar foi candidata a deputada federal pelo Partido Liberal (PL), do Rio, mas não conseguiu se eleger.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos