Ex-Menudo Angelo Garcia afirma ter sido vítima de estupros durante seus anos na banda

Ex-Menudo Angelo Garcia credit:Bang Showbiz
Ex-Menudo Angelo Garcia credit:Bang Showbiz

O ex-integrante da banda Menudo, Angelo Garcia, afirmou ter sido vítima de estupro na adolescência.

O cantor da 'boy band' mais popular da história da América Latina, agora com 46 anos, fez um relato chocante na série documental 'Menudo: Forever Young', que estreou nesta quinta-feira (23), na plataforma HBO Max.

Leia também:

Estupro, assédio e importunação sexual: qual a diferença?

Em um trecho do documentário, Angelo afirmou que "predadores" se aproveitaram dele e que ele foi submetido a diversos abusos sexuais durante seus dois anos na banda.

"Durante meu tempo no Menudo, fui estuprado uma série de vezes, e era assim que os predadores se aproveitavam de mim", começou ele.

Lembrança

O astro, então, detalhou uma situação que ele alegou ter ocorrido em seu quarto de hotel depois de ter sido incentivado a consumir álcool por um homem, cuja identidade ele preferiu não revelar.

"Estava nu e sangrando, então sabia que havia sido penetrado. Eu notei algumas marcas de queimadura no meu rosto. Fiquei muito confuso e sem entender", afirmou ele.

Outros membros do grupo - que contou com 32 integrantes ao longo de sua história, incluindo o cantor Ricky Martin -, também alegaram que foram submetidos a abusos, a assédio moral, bullying e a condições de trabalho opressivas enquanto eram gerenciados pelo produtor Svengali Edgardo Diaz.

Ray Acevedo, que fez parte do grupo entre 1985 e 1988, declarou: "Éramos peças sem valor no negócio dele".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos