UcconX: ex-funcionário explica como (quase) tudo deu errado no evento

Arte conceitual do UcconX, a Universal Creators Conference Experience, festival de cultura pop. (Foto: Divulgação)
Arte conceitual do UcconX, a Universal Creators Conference Experience, festival de cultura pop. (Foto: Divulgação)

Quando Millie Bobby Brown, que interpreta Eleven na série “Stranger Things”, foi anunciada como principal atração do UcconX (Universal Creators Conference Experience), muita gente ficou animada para a vinda da atriz ao Brasil para participar do evento em São Paulo. O tempo passou, poucas novidades foram anunciadas no evento, até que na quarta-feira (27), justamente no primeiro dia do evento, a participação da atriz nos dias 30 e 31 de julho foi cancelada.

O cancelamento da artista foi apenas um dos motivos que levou o nome do evento aos assuntos mais comentados do Twitter, que também revelavam que o evento estava vazio: sem público, sem expositores e bem diferente das imagens divulgadas dando “spoilers da estrutura”.

Essa falta de infraestrutura chocou muitas pessoas, mas não Hugo Melo, ex-funcionário da UcconX que expôs os bastidores turbulentos do evento. Os relatos dele incluíam falta de pagamento dos salários dos funcionários, despreparo sobre o universo geek do evento e até informações falsas sobre o “sucesso” na pré-venda dos ingressos.

Dos seis meses que passou trabalhando na empresa, entre julho de 2021 e janeiro de 2022, ele recebeu o salário de apenas dois meses e meio. Os diretores organizaram uma reunião no primeiro mês do ano, quando informaram que estavam sem dinheiro. “Eles só disseram que estavam quebrados, que não tinham mais dinheiro pra nada, tinham sido enganados por um outro sócio que o pagamento da gente não seria prioridade”, contou Hugo em entrevista ao Yahoo.

A prioridade dos idealizadores da UcconX seria primeiro pagar o aluguel, a conta de luz e fazer propaganda. “Pediram que a gente continuasse a trabalhar por amor. Para arranjar freelancer para pagar as nossas contas, mas continuasse fazendo serviço por amor”, relatou.

Muitos podem ter ignorado, mas em fevereiro um perfil chamado “UcconX Fraude” alertava o público sobre o Universal Creators Conference Experience, uma feira de cultura pop que prometia um grande evento, mas que há meses não pagavam os funcionários.

“UcconX é uma grande fraude! Se você comprou um ingresso ou conhece alguém [que] comprou, solicite URGENTE o reembolso na plataforma! Talvez você não vá ver nunca mais esse dinheiro”, diz a imagem publicada no dia 24 de fevereiro de 2022. “O evento segue correndo para tentar enganar mais clientes e possíveis investidores, mas faltando 4 meses para a data, não tem nada confirmado! Todos os funcionários se demitiram e não há movimento nas redes há dois meses.

O evento teria outros nomes de grandes artistas, mas na hora de fechar o contrato, os sócios nunca finalizaram as negociações. “Quando saímos em janeiro, não tinha ninguém fechado [para participar do evento], explicou. Por isso que quando Millie Bobby Brown foi anunciada, poucos meses depois que a equipe saiu do projeto, acreditando que teria sido o fim definitivo do UcconX, foi um choque para o ex-funcionário.

“A grande surpresa foi quando eles anunciaram a Millie. Todo mundo ficou em choque porque não fazia sentido, um evento que a gente sabia que estava fadado ao fracasso, tivesse conseguido trazer uma artista do tamanho dela”, contou. No entanto, não foi uma surpresa quando o evento anunciou que a atriz não viria mais ao Brasil. “No dia em que anunciaram a Millie, eu disse para meu irmão: ‘Quer apostar que vai dar alguma coisa e ela não vai vir?’ Eu já sabia que isso ia acontecer. Me surpreendeu muito todos os anúncios. Eu ainda estou impressionado que o Ian Somerhalder chegou ao Brasil hoje”.

Para a surpresa dos que já desacreditavam completamente do evento, a estrela de "The Vampire Diaries" veio ao país e participou de um encontro com fãs dentro da programação do evento na quinta-feira (28). Segundo o portal Popline, durante seu painel, ele admitiu que só confirmou sua participação na véspera.

A pré-venda dos ingressos, que supostamente teria sido um sucesso e até esgotado, teria acontecido justamente porque a empresa estaria sem dinheiro e os diretores queriam encontrar uma forma de capitalizar. "Eram tão despreparados que achavam que podiam abrir uma pré-venda de um evento, que mesmo sem atração, ia ter mil idiotas que comprariam ingresso pela promessa de que o evento ia ser massa". O resultado foi a venda de 6 bilhetes, o site caiu pois o servidor não estava pronto e não suportaria o tráfego, e todos os bilhetes vendidos teriam dado problema. "Do período inteiro, até a minha saída no dia 16 de janeiro, vendemos quarenta ingressos".

Depois de sair da empresa, Hugo confirma que, assim como outros ex-funcionários, entrou na justiça contra a UcconX. “Protocolei a ação e estou com a primeira audiência marcada”.

O que diz a organização

A organização do evento respondeu o Yahoo na manhã da última quinta-feira (28). Em nota, eles declararam:

"Quanto às alegações de falta de pagamento de ex-colaboradores, a organização do Ucconx 2022 esclarece que a BBL, empresa one-stop-shop que opera desde 2018 no mercado de games e esports, adquiriu a propriedade intelectual da UcconX (Universal Creators Conference Experience) e seus contratos relevantes com o Anhembi e não tem nenhuma relação com a antiga proprietária do evento. As reclamações são referentes ao período que antecede a aquisição desses ativos pela BBL, que se solidariza a lamenta essa situação."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos