Ex-"De Férias Com o Ex" gasta mais de R$ 2 mil em 25 cervejas na Copa do Mundo

Ex-
Ex-"De Férias Com o Ex", Matheus Novinho gasta mais de R$ 2 mil em 25 cervejas na Copa do Mundo (Foto: Divulgação/MTV)

Com a proibição de vender cerveja dentro dos estádios da Copa do Mundo, que começou neste domingo (20), no Catar, o jeito é beber fora das arenas. Porém, é preciso desembolsar uma boa grana, como foi o caso de Matheus Novinho, ex-participante do "De Férias Com o Ex", reality show da MTV.

Em suas redes sociais, o influenciador digital revelou que gastou mais de R$ 2 mil em apenas 25 cervejas: "Vocês querem beber? Que isso! Tá duro? Dorme. Não tem jeito", brincou ao mostrar uma tabela com os valores das bebidas. "25 cervejas deu R$ 2.258. Cerveja, hein! Meu Jesus", acrescentou.

Antes da proibição, havia sido anunciado que os torcedores gastariam por volta de 14 dólares (cerca de R$ 75) por uma cerveja na Copa do Mundo, com um limite de apenas quatro bebidas por pedido, para que os presentes não pudessem beber demais.

O álcool é geralmente restrito no Catar, um país muçulmano conservador, com os poucos bares de hotéis permitidos cobrando entre 15 e 18 dólares por uma cerveja ou uma taça de vinho.

Nasser al-Khater, diretor executivo da Copa do Mundo deste ano, havia dito, anteriormente, que as bebidas não ultrapassariam dez dólares. No entanto, descobriu-se que um copo de 500 ml de Budweiser, a única cerveja oficial da Copa do Mundo, custará 50 riais – cerca de US$ 13,81. Uma versão sem álcool custará 30 riais (US$ 8,33) e a água custará 10 riais (US$ 2,34).

Porém, a decisão de proibir a venda de cerveja foi confirmada na manhã da última sexta-feira (18) e, além de enfurecer os fãs de futebol com mais uma restrição, complica o acordo de patrocínio de US$ 75 milhões da FIFA com a Budweiser.