Ex-bolsonarista, marido de Cleo Pires diz que aprendeu com atriz e votará em Lula

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 23.05.2018 - A atriz Cleo Pires durante entrega do prêmio MTV Miaw, em São Paulo. (Foto: Marcus Leoni/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 23.05.2018 - A atriz Cleo Pires durante entrega do prêmio MTV Miaw, em São Paulo. (Foto: Marcus Leoni/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) -Apoiador de Jair Bolsonaro (PL) em 2018, o empresário Leandro D'Lucca, marido da atriz Cleo Pires, disse que vai votar em Lula (PT) para presidente nas eleições deste ano. Na noite de terça (31), ele acompanhou a mulher em evento de lançamento do livro "Querido Lula: Cartas a um Presidente na Prisão", no teatro Tuca, da PUC de São Paulo.

"Naquela época, eu não tinha muita informação e vivia numa bolha. Comecei a estudar e mudei. Vou votar no Lula", afirmou.

Em 2018, D'Lucca comemorou a vitória de Bolsonaro nas redes sociais. Na ocasião, ele chegou a ironizar quem não tinha votado no atual presidente, desejando uma "boa viagem para Venezuela ou Cuba". No ano passado, este post do empresário foi recuperado por fãs da atriz, que sempre se posicionou contra o atual governo. Após a polêmica, D'Lucca disse que tinha mudado o seu posicionamento.

Nesta terça (31), o empresário afirmou à coluna que a convivência com Cleo o influenciou. "Ela trouxe várias questões e acabou me ensinando muita coisa." O empresário também disse que no atual momento "não há como ficar em cima do muro". "Tem que se posicionar", afirmou. "E lutar pelo que é certo para esse país", completou Cleo.

No evento, a atriz leu, ao lado da vereadora Erika Hilton (PSOL) e da cantora Tulipa Ruiz, carta que o ex-deputado Jean Wyllys mandou para Lula quando o ex-presidente estava preso em Curitiba. A missiva faz parte do livro.

Camila Pitanga, Denise Fraga, Zélia Duncan e outros artistas e políticos também fizeram a leitura de cartas durante a noite, que contou com a presença de Lula e da ex-presidente Dilma Rousseff.

Cleo diz ter feito questão de estar no evento por apoiar "1.000% o Lula e a Dilma". "Acho que o que aconteceu com eles foi uma grande injustiça, foi inconstitucional. E eu acho que a gente tem que apoiar as coisas certas", disse ela.

Questionada se recebeu mensagens de haters por publicar no Stories do Instagram vídeo do momento em que abraça Lula e Dilma durante o evento, a atriz e cantora afirmou que ainda não tinha recebido. "Mas, com certeza, vou receber. E não ligo, porque o que vem de baixo não me atinge", afirmou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos