Ex-BBB justifica acusação de golpe em vendas na web por como 'erro de logística'

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Denunciado por clientes, que se dizem vítimas de golpes em seu site de vendas de eletrônicos, o ex-BBB Nego Di, 28, usou as suas redes nesta terça-feira (14) para se defender. Ele é acusado de não entregar os produtos comercializados on-line.

"Por erro de quem estava responsável pela logística dos produtos da empresa, as entregas atrasaram. Foram atrasadas pela transportadora, que tinha pego outro serviço e se recusou a fazer o delivery", disse ele nos stories do Instagram horas depois da denúncia, divulgada em uma reportagem na TV aberta.

Nego Di admitiu que ficou nervoso com a repercussão negativa do episódio e informou que pretende entrar em contato com as 25 pessoas que reclamaram publicamente do serviço. O empresário ainda prometeu desconto para quem mantiver a compra ou a devolução do dinheiro.

"Todo mundo achando que já era golpe, porque estava muito barato. Corri atrás, e vamos resolver tudo a partir da próxima segunda-feira", promete o ex-BBB, que também é humorista. Ele disse ter ficado revoltado com seus funcionários e parceiros e ameaçou demiti-los.

"É a minha cara que está divulgando o negócio. Pode ter certeza que cortarei algumas cabeças da loja", afirmou Nego Di, que detém uma marca pouco honrosa em seu currículo: ele bateu o recorde de maior rejeição da história do Big Brother Brasil, e saiu do reality exibido em 2021 com 98,76% dos votos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos