Ex-BBB Danrley Ferreira expõe racismo após sofrer abordagem e desabafa: 'Poderia me levar detido'

Divulgação, TV Globo
Divulgação, TV Globo

Danrley Ferreira relatou em um vídeo postado no Instagram que foi vítima de racismo, assim com os filhos de Bruno Gagliasso e Giovann Ewbank, durante uma abordagem de guardas no Rio de Janeiro. O ex-BBB, que estava andando de bicicleta, contou que teve que comprovar que o celular que tinha em mãos era seu.

"O racismo no Brasil na maior parte das vezes é silencioso. Não é alguém que chega e fala, 'seu preto', 'seu macaco'. Muitas vezes, por mais que você não se identifique como pessoa negra, você ache que somos todos iguais, a sociedade faz essa separação. Não tem para onde correr", iniciou.

"Hoje estava me frente ao Parque Lage, no Rio de janeiro, esperando uma amiga sair, em cima da minha bike, da qual eu sou modelo da marca e garoto propaganda. Dois guardas chegaram para me abordar perguntando o que eu estava fazendo ali parado, detalhe, era um ponto de ônibus. Perguntaram se eu era maior ou menor de idade, se tinha documento, se o celular que eu estava segurando era meu e o que eu estava fazendo no meu celular", contou.

+ Ex-BBB Natália Deodato sofre racismo e é acusada de roubo no México

Ex-BBB Danrley Ferreira relata que sempre é vítima de racismo

Danrley desabafou sobre a situação. "O que me deixa p*** nem é ser abordado, mas saber que se fosse um moleque loiro e de olho azul, eles não cogitariam abordar essa pessoa, não perguntaria se esse celular,...

Veja mais


Veja também

Neymar manda mensagem a Rodrigo Mussi após ex-BBB sofrer um grave acidente
Ludmilla mostra união da família no Natal após sofrer racismo: 'Força que me mantém em pé'
Ludmilla some da rede social e deleta perfil após sofrer racismo: 'Criminosos'