Evandro Santo revela que teve AVC na frente de Faustão: "Cheirei demais e tive overdose"

Evandro Santo deu mais detalhes sobre seu problema com drogas e surpreendeu ao revelar que teve uma overdose que resultou em um AVC enquanto entrevistava Fausto Silva em 2012. Em entrevista ao IG, o ex-Pânico na TV contou que o acidente ocorreu durante o casamento do piloto Emerson Fittipaldi, quando estava entrevistando os convidados como o personagem Christian Pior.

"Tive três princípios de overdose. No casamento do Fittipaldi, eu começo a ter um AVC na frente do Faustão e o 'Pânico' não excluiu essa cena. Pensei que ia demorar alguém para chegar no casamento, fui no banheiro cheirar e o primeiro convidado era o Faustão. Comecei a enrolar a língua na frente dele", desabafou.

Leia também:

Evandro atualmente está em sua quinta internação para tratar o uso de cocaína e ketamina, e afirmou que no início sempre tentava fugir das clínicas de reabilitação.

"Fui muito rebelde nas duas primeiras semanas, quis fugir, cheguei a brigar, armar uma rebelião e subir no teto. Depois eu fui ficando bacana porque não gosto de ver as pessoas sofrendo e vi que estava dando muito trabalho. Só que eu não via a hora de sair para usar", lamentou.

Internação

O humorista Evandro Santo, ex-'Pânico na TV', postou um vídeo em seu Instagram assumindo vício em drogas pesadas e explicou que se internou voluntariamente em uma clínica de reabilitação. O ex-'A Fazenda' afirmou que nunca usou drogas durante a adolescência, e que só começou a sentir que precisava de ajuda a partir de 2014.

"Tive uma adolescência bem tranquila. Mexer com drogas não estava nos meus planos, eu não fumei maconha, não bebi, não cheirei, nada. Eu fui beber a primeira vez aos 25 anos porque levei um chifre de um cara que eu ficava. Aí um grande amigo meu, que morreu, estava tomando ecstasy, e eu falei que queria tomar. Tomava uma vez por ano e tinha preconceito com pessoas que usavam sempre. Mas comecei a usar demais tudo em 2014, e me internei pela primeira vez, por causa da ketamina. Ao todo foram cinco vezes", explicou.

O humorista afirmou que está sóbrio, mas que sua luta contra o vício precisa ser algo diário. "Eu estou limpo e em recuperação, que é parar também com outros comportamentos de vício, como mentir, me sabotar, manipular as pessoas. Foi nessa quinta internação que eu consegui falar, sim, eu sou doente, sim, eu preciso de ajuda. E tem que ter coragem pra admitir isso", desabafou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos