"Eternos" supera "Clifford: O Gigante Cão Vermelho" na corrida da bilheteria norte-americana

·1 min de leitura

Por Rebecca Rubin

LOS ANGELES (Variety.com) - O épico dos quadrinhos da Marvel "Eternos" está mais uma vez dominando as bilheterias dos Estados Unidos.

Em seu segundo fim de semana em cartaz, a aventura de super-heróis arrecadou 27,5 milhões de dólares em 4.090 cinemas norte-americanos. Até este domingo, "Eternos" ultrapassou a marca de 100 milhões de dólares nos EUA e Canadá, com bilheteria total de 118 milhões de dólares. Embora a Covid-19 atrapalhe este tipo de comparação, foram poucos os filmes que ultrapassaram os 100 milhões de dólares em 2021.

"Eternos" caiu 61% em relação ao seu fim de semana de lançamento, que havia arrecadado 71 milhões de dólares, uma queda que fica na média de outros lançamentos pandêmicos da Marvel, "Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis" (que caiu 52% em seu relação ao fim de semana de estreia) e "Viúva Negra "(que teve queda de 67%).

Assim como "Eternos", "Shang-Chi" está passando apenas nos cinemas físicos, enquanto "Viúva Negra" estreou na Disney Plus (a um custo de 30 dólares, além da assinatura mensal) no mesmo dia em que estreou nos cinemas.

Em comparação com lançamentos recentes no universo cinematográfico da Marvel, "Eternos" não recebeu as melhores críticas. Foi o único a receber a classificação "podre" no site de resenhas Rotten Tomatoes, e um dos poucos a conseguir nota do público inferior a "A" no CinemaScore.

Esses fatores não afetaram o filme de quadrinhos da Sony, "Venom: Tempo de Carnificina", que tem pontuação de público e de crítica semelhantes. No entanto, os cinéfilos passaram a desenvolver expectativas (e padrões) muito mais elevados para o universo cinematográfico da Marvel, da Disney, que está crítica e comercialmente em um nível acima.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos