Estudo afirma que terapia online reduz os sintomas de depressão

Getty Images/iStockphoto

Psicólogos descobriram que a terapia à distância realizada pela internet pode reduzir eficazmente os sintomas de depressão, que tradicionalmente costumam ser tratados presencialmente.

Em um novo estudo publicado no Journal of Medical Internet Research, os pesquisadores examinaram a eficácia de aplicativos e plataformas online que oferecem terapia cognitivo-comportamental, que atua alterando padrões de pensamento e comportamento para aliviar os sintomas de depressão.

Embora estudos anteriores tenham analisado a eficácia da terapia online, esta revisão foi a primeira a avaliar os benefícios para pessoas com depressão grave.

“Antes deste estudo, eu acreditava que as pesquisas anteriores eram provavelmente focadas em pessoas com quadros muito leves de depressão, aqueles que não tinham outros problemas de saúde mental, e tinham um risco baixo de suicídio,” explica o autor principal, Lorenzo Lorenzo-Luaces, da Universidade de Indiana.

“Para minha surpresa, este não era o caso. A ciência sugere que estes aplicativos e plataformas podem ajudar um grande número de pessoas”.

Segundo ele, considerando o quanto pode ser difícil ter acesso a tratamentos de saúde mental, o aumento dos tratamentos online está se tornando revolucionário.

“Quase uma em quatro pessoas cumpre os critérios para um transtorno depressivo maior,” ele acrescentou.

“Se você incluir pessoas com depressão menor ou que estiveram depressivas por uma semana ou um mês com alguns sintomas, o número cresce, excedendo o número de psicólogos que podem atendê-las”.

Lorenzo-Luaces conduziu a pesquisa ao revisar 21 estudos existentes que analisaram a efetividade da terapia online. Alguns a compararam à colocação em uma lista de espera para uma terapia presencial, enquanto outros observaram “aplicativos falsos” que afirmam ajudar a tratar a depressão, mas não usam a terapia cognitivo-comportamental.

“As pessoas tendem a se sair melhor quando têm um pouco de orientação,” acrescentou ele, explicando ainda que esta forma de terapia pode ser particularmente vantajosa para quem não pode comparecer a sessões de terapia presencial por motivos de logística ou financeiros.

A psicóloga clínica Dra. Abigael San concorda que ela pode ser muito benéfica para diversas pessoas, mas acrescenta que os benefícios de qualquer tipo de tratamento para a depressão costumam depender das necessidades do indivíduo.

“Os aplicativos e plataformas online ajudam a economizar tempo no que diz respeito a oferecer tratamento para a depressão,” disse ela ao The Independent, “e podem ser ótimos para pessoas que não gostam de ir a um local físico e ver alguém para receber o tratamento. É raro que os pacientes se sintam assim, mas acontece”.

Ela acrescenta que outro benefício do tratamento online é o fato de que ele é constante, diferentemente da terapia presencial, que é conduzida exclusivamente em consultas individuais.

A Dra. Genevieve von Lob, psicóloga clínica e autora, acrescenta que esta forma de tratamento pode ajudar as pessoas a tratar de seus problemas e fazer com que elas se sintam menos sozinhas.

“É preciso tomar cuidado ao fazer generalizações e afirmar que um aplicativo pode ajudar todas as pessoas que têm depressão,” disse ela ao The Independent.

“As causas pelas quais alguém tem depressão variam muito entre os indivíduos, e eu acredito que estes fatores oferecem mais informações sobre onde a verdadeira mudança precisa ocorrer – um aplicativo (baseado na terapia cognitivo-comportamental) não pode resolver isso para nós.

Lorenzo-Luaces concluiu que estas descobertas mostraram que as plataformas funcionam bem em casos de depressão leve, moderada e grave, mas acrescentou que os antidepressivos e a terapia presencial ainda costumam ser mais eficazes do que os aplicativos e as plataformas online sozinhos.

Apesar disso, ele descreveu esta forma de terapia como “um desenvolvimento animador”.

Olivia Petter

The Independent