Estreia de filmes sobre Suzane von Richthofen é adiada devido ao coronavírus

**ARQUIVO** RIO CLARO, SP, 29.06.2005: Suzanne von Richthofen. (Foto: Tuca Vieira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Duas das estreias nacionais mais aguardadas e controversas do ano, os filmes "A Menina que Matou os Pais" e "O Menino que Matou Meus Pais" tiveram suas estreias adiadas devido à pandemia de coronavírus. As exibições estavam programadas para começarem no dia 19 de março e a data de estreia oficial era de 2 de abril.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Os longas, dirigidos por Mauricio Eça, narram a história do Caso Richthofen: o primeiro a partir do ponto de vista de Suzane von Richthofen e o segundo, de seu ex-namorado, Daniel Cravinhos. "A saúde e o bem-estar do público são prioritários para a Galeria Distribuidora e a Santa Rita Filmes. Por esta razão, o lançamento dos filmes 'A Menina que Matou os Pais' e 'O Menino que Matou Meus Pais', sobre o caso Von Richthofen, será adiado pela pandemia de coronavírus (covid-19), decretada pela Organização Mundial da Saúde", diz o comunicado liberado pela distribuidora.

Leia também

Apesar de as estreias estarem mantidas para 2020, ainda não há nova data ou previsão para que os filmes cheguem às telonas.