Estreia desastrosa do programa de Rafa Kalimann repercute nas redes

Rafael Monteiro
·3 minuto de leitura
Rafa Kalimann estreia programa
Rafa Kalimann estreia programa "Casa Kalimann" no Globoplay com entrevista com Rafael Portugal (Reprodução)

Rafa Kalimann, finalista do BBB 20, fez a sua estreia como apresentadora nesta terça-feira (28). Apresentando o primeiro episódio de "Casa Kalimann", atração original da Globoplay que leva o seu nome, a influencer demonstrou pouca desenvoltura como apresentadora, tropeçando tanto em problemas de dicção quanto no texto de baixa qualidade. 

Abaixo, mostramos alguns problemas do programa e, claro, os muitos memes gerados pela estreia do talk show pouco promissor.

Leia também:

Um formato bastante familiar....

A ideia de "Casa Kalimann" é ser um programa de entrevistas descontraído, repleto de brincadeiras envolvendo a apresentadora e os convidados. Um formato que lembra um grande flop da televisão brasileira: o programa "O Formigueiro", apresentado por Marco Luque na Band em 2010. Como primeiro convidado, Rafael Portugal, responsável pelo CAT BBB, fez o que pôde para divertir o público, mas a semelhança física entre ele e Luque só acentuaram a impressão que já vimos esse roteiro dar errado antes...

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

...e um cenário também não muito estranho (e de péssimo gosto)

 Nas redes sociais, outra coisa chamou a atenção do público: o cenário extremamente colorido, bastante semelhante ao "Programa da Maísa". Para um programa que prometeu ter "a cara de Rafa Kalimann", esperávamos, no mínimo, um pouquinho de originalidade no visual. Além do mais, será que ninguém pensou que um letreiro escrito "KKK", mesma abreviação do grupo supremacista Ku Klux Klan, pegaria mal?

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Uma entrada nada triunfal

Em sua primeira aparição no programa, Rafa Kalimann teve problemas com a dicção e não conseguiu ficar à vontade em cena. Mesmo com todo o recurso tecnológico da TV Globo, que a fez se multiplicar em cena e ir do preto e branco ao colorido com um botão, a falta de inspiração foi escancarada numa fala mal escrita de boas-vindas: "Aqui no Casa Kalimann a gente vai dar risada e se divertir, com um convidado e desafios malucos... onde o grande prêmio é dar risada e curtir!". Então tá.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A falta de carisma

A julgar pelos 27 minutos iniciais do programa, a ideia de apostar em Rafa Kalimann como apresentadora parece um erro. Ainda que a mineira seja extremamente popular nas redes sociais, mantendo um enorme fã-clube mesmo um ano após o BBB, ela não pareceu apta em dominar as câmeras em um cenário de TV. Quem faz sucesso através da tela do smartphone pode ser chamado de comunicador, claro, mas nem todo influencer nasceu para ser apresentador. E vice-versa.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.