Estado do Novo México multa produtora de "Rust" por morte "evitável" de diretora de fotografia

·1 min de leitura
Ator Alec Baldwin

Por Andrew Hay

O Estado norte-americano do Novo México multou a empresa Rust Movie Productions LLC com o valor máximo de 137 mil dólares por falhas de segurança que levaram ao que chamou de tiro fatal "evitável" que matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins no ano passado durante as filmagens do Western "Rust".

Uma investigação do Gabinete de Saúde Ocupacional do Estado (OSHB, na sigla em inglês) concluiu que a produtora sabia que os procedimentos de segurança para uso de armas de fogo não estavam sendo seguidos e que demonstrou "simples indiferença" diante das ameaças, afirmou o Departamento de Meio Ambiente do Novo México em nota.

"Esse incidente trágico nunca teria acontecido se a Rust Movie Productions tivesse seguido os padrões nacionais da indústria cinematográfica para a segurança de armas de fogo", disse o secretário do Meio Ambiente, James Kenney, no comunicado.

Hutchins foi morta em outubro quando um revólver com o qual o ator Alec Baldwin ensaiava durante as filmagens no Novo México disparou uma munição real e atingiu Hutchins e o diretor Joel Souza, que ficou ferido, mas sobreviveu.

A Rust Movie Productions disse anteriormente que não estava ciente das falhas na segurança do set durante as filmagens.

"Embora apreciemos o tempo e esforços do OSHB nessa investigação, discordamos das conclusões e planejamos recorrer. Nossos pensamentos e orações continuam com a família de Halyna", disse o porta-voz da Rust Movie Productions Stefan Friedman em uma declaração por e-mail nesta quarta-feira.

(Reportagem de Andrew Hay em Taos, Novo México)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos