Esposa de Leonardo briga com João Guilherme por política: "Respeite o seu pai"

João Guilherme criticou posicionamento político de Leonardo (Foto: Leo Franco/AgNews)
João Guilherme criticou posicionamento político de Leonardo (Foto: Leo Franco/AgNews)

A treta entre João Guilherme e o pai, Leonardo, ganhou um novo episódio nesta segunda-feira (17). Após o jovem usar as redes sociais para revelar sua decepção com o sertanejo por ter apoiado publicamente o presidente Jair Bolsonaro (PL), Poliana Rocha "puxou a orelha" do enteado no Instagram.

"Como isso me chateia. A que ponto chegamos! João Guilherme, por favor, respeite o seu pai e a escolha política dele", iniciou a loira. "Sempre te tratamos com muito amor. Ele honrou as obrigações como pai. Pagou pensão até os seus 18 anos, corretamente, viagens e tudo o que você precisou", completou.

Na sequência, Poliana afirmou que o filho de Leonardo com Naira Ávila sempre foi acolhido e não tem motivos para criticar o pai. "Ele é um homem do bem, querido e amado. Ele não merece passar por isso, repense suas atitudes. Uma relação de pai e filho deveria ser maior que qualquer coisa neste mundo. Só quem não tem pai é que sabe valorizar o seu, eu creio. Que pena", lamentou.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Nos comentários, Poliana recebeu apoio de Virgínia Fonseca, Graciele Lacerda, Fabiano Menotti e outros sertanejos. Por outro lado, João Guilherme foi acolhido por artistas que já se manifestaram a favor de Lula (PT).

Como tudo começou

Após Leonardo se juntar a Gusttavo Lima em um evento pela reeleição de Jair Bolsonaro (PL) e pedir para que os fãs votem no atual presidente do Brasil, João Guilherme usou as redes sociais para repudiar o posicionamento do pai.

“Estou triste. Sei bem a influência do meu pai. Ele é gigante e querido por tantos, mas joga no time errado e está cego. Diante de todos os escândalos envolvendo o atual mandato, ver alguém tão importante para mim declarar apoio dessa forma me enoja”, comentou o ator.

“É tanta ignorância que nem sei. É como se eu não tivesse minhas duas irmãs mais velhas, que já tiveram 14 e 15 anos, ou minhas sobrinhas. Como se todas as mortes ligadas ao pouco caso do governo perante à ciência e a vacinação fossem só um delírio”, continuou ele, fazendo referência a uma entrevista em que Bolsonaro diz que “pintou um clima” entre ele adolescentes venezuelanas.

“Peço desculpas pela falta de educação e de sensibilidade do meu pai. Eu amo ele, por isso peço perdão. [...] Temem tanto o ‘perigo vermelho’ e a mão do Bolsonaro está cheia de sangue [...] E não me venham com discursos como 'Se sustenta sem a pensão do seu pai, então'. Isso é falta de respeito com a família da minha mãe, que me criou e educou. Nunca dependi dele”, concluiu João Guilherme.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.