Especialistas autentificam pintura de Van Gogh como um auto-retrato feito durante psicose

MARINA LOURENÇO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Museu Van Gogh, em Amsterdã, anunciou nesta segunda-feira (20) que uma obra de Van Gogh, de 1889, foi o único auto-retrato pintado pelo artista durante o período em que sofreu de psicose. 

Segundo o Museu, a obra retrata alguém com problemas mentais. "Seu olhar tímido é frequentemente encontrado em pacientes que sofrem de depressão e psicose".

Após graves episódios da doença, o pintor se internou no asilo Saint-Rémy, em 1889. Em agosto daquele ano, escreveu uma carta para o irmão, Theo, dizendo que se sentia "perturbado" e apto para fazer novas obras. No documento, Van Gogh demonstrou interesse em fazer um auto-retrato.

A pintura, autenticada hoje pelo Museu, é datada na mesma época, e retrata expressões tristes, com uso de cores marrom e verde.

"As dúvidas sobre a assinatura datam de 1970 e, para nossa coleção, era essencial esclarecê-las imediatamente", afirmou hoje Mai Britt Guleng, curador do Museu Nacional de Oslo, responsável pela pintura.  

A equipe do Museu explicou ainda que a obra provavelmente foi produzida em intervalos de crise psicóticos. O nvestigador-chefe do espaço, Louis van Tilborgh, explica que embora o quadro tenha sido catalogado no acervo do Museu há muitos anos, "o vínculo definitivo não havia sido estabelecido antes".