Especialista diz que cenas de tiros precisam seguir protocolos rígidos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Moacyr Duarte, especialista em gerenciamento de risco, afirma que as gravações de cenas com armas de fogo precisam seguir um protocolo muito rígido de segurança para evitar acidentes como o ocorrido nesta quinta (21) no set do filme "Rust", com Alec Baldwin, que acabou com a morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins.

Em entrevista ao programa Encontro (Globo) na manhã desta sexta-feira (22), Duarte disse que nas produções desse tipo realizadas na emissora, e que ele acompanha, são feitos muitos testes e checagens antes das gravações. "Tudo é repetido como um check list de piloto de avião", afirmou.

"Eu complemento o trabalho do pessoal dos efeitos especiais e da segurança com a rechecagem. É uma análise de riscos técnica, em que uso alguns modelos matemáticos para interpretar os alcances. Testamos tudo. Quando vai para uma cena, já foram testados os efeitos, medidas as distâncias, avaliada a temperatura. E isso já foi feito em três checagens", afirmou.

Ele relembra uma cena que foi feita para a novela "A Dona do Pedaço" (2019), em que Dulce, personagem vivida pela atriz Fernanda Montenegro, 95, matava três pessoas e ateava fogo em uma casa. "Eu gelei por uma semana", relatou. "Havia explosão com projeção de fragmento. Medimos durante uma semana até onde iam esses fragmentos para poder posicionar tudo. Imagina a responsabilidade", disse.

Ele também destacou que as armas cenográficas ficam todo o tempo sob o controle de técnicos e só vão para as mãos dos atores no momento da execução da cena. Os tipos de armas e munição utilizados, segundo ele, variam muito.

Duarte afirma que, mesmo que não tenha nenhuma bala, projétil ou elemento sólido na arma, só o deslocamento do ar provocado pelo disparo pode gerar acidentes dependendo da distância em que a pessoa estiver. Por isso, enfatiza ele, são tão importantes todas essas análises e checagens.

Nesse sentido, ele estranhou o fato de a diretora Halyna Hutchins ter sido atingida após disparo de Alec Baldwin nos bastidores de "Rust". "Numa cena real o diretor de fotografia não ficaria nem na direção nem no alcance do impacto... provavelmente foi um teste [antes da gravação]", afirmou.

O caso de Alec Baldwin está sendo investigado pela polícia, mas é apontado como acidental, e também deixou o diretor do filme, Joel Souza, 48, ferido. Souza já recebeu alta do hospital e Baldwin chegou a ser visto aos prantos, bastante abalado após o acidente.

"Estamos tentando determinar agora como e que tipo de projétil foi usado na arma de fogo", disse Juan Rios, porta-voz do Gabinete do Xerife do Condado de Santa Fé. Ainda não está claro se a pessoa que carregou a arma por engano colocou balas dentro ou se algo se alojou no cano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos