Espanha devolve antiguidades contrabandeadas ao Egito

·1 min de leitura
Algumas das antiguidades que serão devolvidas ao Egito pela Guarda Civil Espanhola antes da coletiva de imprensa no Museu Arqueológico Nacional de Madri, na Espanha 20/12/2021

Por Inti Landauro e Fran Orellana

MADRI (Reuters) - A Espanha devolveu 36 antiguidades roubadas às autoridades egípcias nesta segunda-feira, incluindo estatuetas de deuses e deusas e potes antigos que deveriam conter restos humanos.

Os artefatos --entre eles uma escultura em granito da cabeça do leão da deusa guerreira Sekhmet-- foram retirados ilegalmente de sítios arqueológicos, disseram as autoridades.

Contrabandistas os trouxeram para a Espanha, onde a polícia os apreendeu após uma investigação em 2014.

O embaixador do Egito na Espanha, Youssef Diaeldin Mekkawy, os recebeu em uma cerimônia no Museu Nacional de Arqueologia de Madri.

"A recuperação destas 36 peças arqueológicas é uma operação de sucesso que já dura anos, uma operação coordenada entre autoridades egípcias e espanholas", disse.

Os artefatos, avaliados em mais de 150 mil euros, foram todos provavelmente saqueados de locais em Saqqara e Mit Rahina, informou a polícia espanhola.

Egito e outros Estados intensificaram as campanhas para a devolução de artefatos tomados por contrabandistas ou saqueados por potências imperiais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos